Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

10/07/2012 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idoso é confundido com estelionatário e fica preso por dez dias

Nailton José da Silva, de 64 anos, foi acusado de cometer crimes no interior de SP.

Um engano deixou na cadeia, durante dez dias, um homem inocente. Esclarecido o erro, ele foi solto na noite da última sexta-feira (6), mas não consegue esquecer o que passou.

Apesar de ter o nome limpo na praça, Nailton José da Silva, de 64 anos, foi preso na porta de casa, na frente da família. A explicação para a prisão deixou todo mundo espantado. Ele foi acusado de aplicar golpes no interior do Estado.

A família simples de Carapicuíba, na Grande São Paulo, juntou as economias e pagou um advogado que viajou até Olímpia (a 500 km da capital) para tentar provar a inocência do comerciante.

O mesmo juiz que decretou a prisão voltou atrás e mandou soltá-lo. Segundo o advogado, foi um erro primário da polícia que levou o comerciante à cadeia.

O delegado e os investigadores não perceberam que os números dos documentos de Silva e do verdadeiro culpado eram diferentes. Pediram a prisão apenas pelo nome.

Desde que saiu da cadeia, Silva só dorme a base de remédios e tem tido crises de choro.

A família quer processar o Estado por danos morais, mas sabe que não há preço que pague a vergonha e o sofrimento de ficar preso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 114 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal