Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/10/2007 - Convergência Digital Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Consultoria da Câmara conclui estudo sobre crimes digitais


O Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica aprecia nesta quarta-feira (10/10), às 14hs, na sala de reuniões da Mesa, o estudo prévio da Consultoria Legislativa da Câmara sobre crimes digitais. O novo tema de estudo foi aprovado pelo Conselho, que irá agora preparar uma avaliação completa sobre o assunto com vistas à formulação de mudanças na legislação penal e civil.

Diante da defasagem da legislação brasileira que trata dos crimes digitais, o País está se tornando uma espécie de laboratório planetário para a prática de crimes digitais, para onde afluem hackers do mundo inteiro especializados no roubo de dados e identidade, fraude de cartões de crédito, pirataria e vandalismo on-line.

A avaliação é do presidente do Conselho, deputado Inocêncio Oliveira, a partir de estudo que demandou à Consultoria Legislativa. Ele também cita relatório de uma empresa londrina de consultoria, especializada em risco digital, que identificou 96 mil ataques digitais no Brasil.

Por essa razão, o Conselho, órgão de assessoramento da Mesa Diretora, decidiu incluir a problemática dos crimes digitais no rol de temas em estudo, assunto que fará parte da pauta da reunião desta quarta-feira.

Estudo preliminar

O consultor legislativo Fábio Luiz Mendes, um dos responsáveis pelo estudo preliminar, explica que o principal desafio para os legisladores é o de produzir leis suficientemente abrangentes para deter atividades ilegais, mas simultaneamente permissivas a fim de reconhecer os usos legítimos dos sistemas informatizados.

Essa tradicional dicotomia do processo legislativo, complementa o consultor, se verifica de forma mais pronunciada justamente na adequação dos códigos criminais aos delitos digitais.Segundo Mendes, há mais de 15 projetos de lei sobre o assunto tramitando na Casa, sendo que o PL nº 84/99, do ex-deputado Luiz Piauhylino, foi aprovado por unanimidade pelo Plenário da Câmara dos Deputados (6.11.2003), e agora tramita no Senado Federal.

Outro projeto que esquenta o debate e incorpora boa parte dos demais, é o substitutivo do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que propõe alterações em algumas leis atuais, dentre outras, o Código Penal, o Código do Consumidor e o Código Penal Militar. De acordo com especialistas na matéria, nunca foram vendidos tantos microcomputadores no País como agora.

Estima-se que as vendas no ano de 2007 deverão alcançar mais de 10 milhões de máquinas, quase 25% a mais que em 2006. Em contrapartida, os crimes digitais crescem em ritmo ainda maior, sendo que nos últimos seis meses praticamente triplicaram, concentrando-se, principalmente, em objetivos financeiros, o que significa que o crime on-line está se profissionalizando.

Países como EUA, Reino Unido, Alemanha, França e Espanha já criaram legislações próprias contra as infrações on-line e também participam de tratados internacionais que reúnem mais de 40 nações. Um dos acordos mais conhecidos para 'caçar' criminosos, diz o Consultor Fábio Mendes, é a Convenção de Budapeste, da qual o Brasil ainda não participa por falta de uma legislação específica para tratar de crimes eletrônicos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 320 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal