Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

07/06/2012 - Diário de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem pula do 2º andar para escapar da polícia

Por: Heitor Mazzoco

O zelador de 29 anos estava foragido desde 2007 e vivia em Rio Preto com documentos e cartões falsos.

Devair Modesto Macedo, de 29 anos, pulou do segundo andar, uma altura de 10 metros, de um conjunto habitacional no bairro Caic, zona sul de Rio Preto, onde morava, para tentar fugir da polícia. Ele era investigado há pelo menos 30 dias por ser foragido da Justiça e morava em Rio Preto com documentos falsos.

Quinta-feira (7) pela manhã, o Cipol (Centro de Inteligência Policial da Delegacia Seccional de Rio Preto) e a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecente) foram até o local para prendê-lo. Ao subir as escadas, segundo informação da polícia, os agentes encontraram a porta de entrada aberta. Percebendo a chegada dos agentes, Macedo se apresentou com nome falso à polícia. Em seguida, o acusado recebeu a informação de que estava sendo investigado e teve voz de prisão. Segundo a polícia, ele se desesperou, correu e pulou de uma janela nos fundos do apartamento.

Macedo caiu de uma altura de 10 metros em arbustos e na terra que há no local, o que diminuiu o impacto, segundo a polícia. Para tentar escapar, levantou-se rapidamente, subiu e pulou duas cercas de cerca de 1,70 metro e correu em direção à avenida De Maio. Os policiais o perseguiram e conseguiram prendê-lo entre os bairros Caic e Romano Calil. “Após cerco policial, ele foi rapidamente localizado escondido em uma mata entre os bairros”, diz a nota enviada pela Dise.

Apreensão /Ao voltar para revistar o apartamento, os policiais encontraram 37 cartões de credito, dois documentos de identidade (R.G.), aparentemente falsos, declarações de imposto de renda e correspondências em nomes falsos que ele usava. Os policiais ficaram surpresos com a quantidade de cartões que Macedo mantinha. Os cartões eram,de, pelo menos, seis agências bancárias, duas lojas de roupas, duas clínicas particulares de Rio Preto e até do SUS (Sistema Único de Saúde).

Tanabi /Macedo veio para Rio Preto após fugir de Tanabi (cidade a 39 quilômetros de Rio Preto) após ser condenado por roubo de uma empresa, em 2007. O BOM DIA foi até o local onde Macedo morava. Segundo vizinhos, que preferiram não se identificar com medo de represálias, Macedo não demonstrava ser uma pessoa fora da lei. “Ele era uma pessoa quieta. Não criava problemas e não aparentava ser uma pessoa que cometia crimes”, afirmou a vizinhança. Macedo morava com sua mulher e uma criança com menos de cinco anos de idade, segundo vizinhos.

Penas /O acusado foi levado à Dise e preso em flagrante por uso de documento falso e falsidade ideológica. As penas para os crimes variam de três a onze anos de prisão. Ele irá responder pelo crime do qual está sendo acusado em Tanabi também, onde foi expedido pedido de prisão preventiva, segundo a Dise.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 192 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: devair modesto macedo - 09/12/2016 20:33

Amigo gostaria de pedir com toda gentilesa que o senho tirasse essa publicaçao pois cometi um erro no passado pelo qual ja paguei, mais essa sua publicaçao esta ocasionando perdas para a minha vida e familia ..
Entao peço por favor que o senhor retira essa publicaçao.
Desde ja muito obrigado


NOTA DO MdF
Não conhecemos nenhum seu "amigo" e não há um "senhor" mas sim uma equipe de voluntários que seguem regras. Este é um site internacional para o mundo lusófono e o clipping é regulado por uma política que se encontra publicada no próprio site (www.fraudes.org/showpage1.asp?pg=332). Não existem exceções a esta política.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal