Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/06/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe da casa própria faz mais de 420 vítimas em SP e Santos, diz governo

Grupo que falsificava venda de imóveis da CDHU deu prejuízo milionário. Número de pessoas prejudicadas pode ser ainda maior.

Pelo menos 424 pessoas caíram no golpe da casa própria, articulado por uma quadrilha formada por dez estelionatários que se passavam por funcionários da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) . Os criminosos simulavam a venda de apartamentos da estatal paulista.

A informação é da Corregedoria Geral da Administração (CGA), da Secretaria da Casa Civil, que anunciou nesta quarta-feira (6) o desmonte da organização criminosa. O número de vítimas pode ser maior.

Segundo a corregedoria, todos os envolvidos foram identificados e estão sendo processados. De acordo com estimativa do órgão e de laudo pericial do Ministério Público, as vítimas tiveram prejuízo superior a R$ 1 milhão.

Segundo o governo estadual, os integrantes da quadrilha usavam crachás falsos da CDHU r prometiam comercializar apartamentos por valores que variavam de R$ 500 a R$ 6, 5 mil.

O grupo apresentava um kit com uma série de documentos falsificados, como contratos da CDHU, certidão de registros de imóveis, termos de entrega de chaves, selos públicos, recibos e carimbos de autoridades, para entregar aos compradores dos imóveis inexistentes em troca de quantia em dinheiro ou mediante depósitos bancários.

Uma servidora pública estadual da Secretaria da Saúde participava do esquema criminoso. Ela abordava interessados em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de São Paulo na qual estava trabalhando.

A corregedoria adotou as providências administrativas para a punição disciplinar da servidora, além das ações que responderá na área criminal. A líder da quadrilha foi denunciada pelo Ministério Público por estelionato.

A Corregedoria Geral da Administração recebe denúncias pelo site ww.corregedoria.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 3218-5499.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal