Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

07/06/2012 - Jornal Dia a Dia / MidiaMax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha que aplicava golpes em empresários de MS é presa em flagrante

Com a quadrilha foram apreendidos vários cheques de terceiros, todos em branco, documentos de identidade, inúmeros cartões bancários, todos estes materiais utilizados para aplicar os golpes.

Integrantes de uma quadrilha que aplicava golpes em comerciantes e empresários de Mato Grosso do Sul, três homens foram presos em flagrante nesta segunda-feira (4), momentos após terem entregado um cheque furtado ao proprietário da empresa Agroflorestal Capão Bonito, em Sidrolândia, cidade distante a 70 quilômetros da Capital.

Policiais da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) já realizavam um trabalho investigativo, quando surpreenderam Luciano da Cruz Lopes, Eduardo Afonso Sampaio de Andrade, ambos de 37 anos e Ismael da Silva Dauzaker, 19 anos. Eles saíam do comércio com 210 sacos de madeira de lenha, do tipo eucalipto.

Ronaldo Dia e Andre Antunes Ponce de Morais, também comparsas do bando, ainda não foram encontrados. Os policiais encontraram também o local onde as cargas de madeiras roubadas eram vendidas e ainda que os estelionatários teriam aplicado golpes em diversas empresas do estado, tendo adquirido de forma ilícita 95 toneladas de calcário, 3,5 mil telhas, mandiocas descascadas e embalagens plásticas.

Modus operandi

A quadrilha tinha como modus operandi negociar os produtos em nome de Ronaldo Dia, entregando cheques fraudados em nome de terceiros, os quais eram adquiridos na região central de Campo Grande. Logo em seguida, eles revendiam os produtos a um preço inferior do mercado, em estabelecimentos comerciais de Campo Grande.

A quadrilha também alugou um salão na Rua Francisco dos Anjos, n. 564, Bairro Universitário, nesta Capital, local onde diziam para as vítimas que seria o endereço da empresa de Ronaldo Dia, para assim receberem as mercadorias e logo em seguida levá-las até outro local para a revenda.

Luciano da Cruz Lopes chegou a abrir uma conta bancária em nome de Rogério Soares da Silva, através de um documento de identidade falsificado, bem como criou uma pessoa jurídica em nome de Rogério e também abriu outra conta bancária, utilizando os cheques das referidas contas para praticar crimes de Estelionato.

Já Eduardo Afonso Sampaio de Andrade é contador, tendo quatro ocorrências como autor de Estelionato. Os autores foram autuados em flagrante delito por Estelionato e Formação Quadrilha, sendo representada pela prisão preventiva dos mesmos, bem como dos demais autores identificados.
midiamax

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 195 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal