Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

28/05/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista se passa por parente e rouba R$ 100 mil em Araçatuba, SP

Bandido se passou pelo sobrinho da aposentada e pedia mais dinheiro. Crime como este praticamente dobrou em todo o Estado de São Paulo.

Uma mulher perdeu cerca de R$ 100 mil depois de ser enganada pelo golpe do telefone em Araçatuba (SP). A aposentada estava em casa, quando recebeu o telefonema de um homem se passando por um sobrinho dela. Na ligação, o bandido dizia ter sofrido um acidente e que precisava de ajuda para bancar as despesas.

“Ele citou que houve um acidente e ele estava precisando de dinheiro para as despesas. Nesse momento, como tia, tomei as providências para depositar o dinheiro”, afirma a aposentada.

Sem perceber que estava sendo enganada, a aposentada foi ao banco e depositou o valor pedido. Mas as ligações continuaram e o falso sobrinho sempre pedia mais dinheiro. Foram várias depósitos, um prejuízo de R$ 100 mil. “Fiquei em dúvida em certos momentos, mas não tinha certeza. Na primeira vez ele pediu a importância em dinheiro e falou para não contar para a família, que depois me pagava”, diz a mulher.

A aposentada só descobriu que estava sendo vítima de um estelionatário quando encontrou o verdadeiro sobrinho. O rapaz, então, orientou a tia a procurar a polícia.

O número de golpes aplicados por telefone aumentou em todo o Estado. Segundo dados do Disque Denúncia, somente nos três primeiros meses deste ano foram 144 casos. O dobro do que foi registrado, no mesmo período do ano passado. “O golpista está longe, a maioria está no Nordeste e no Rio de Janeiro. E é difícil de pegar porque precisamos de quebra de sigilo telefônico e bancário, o que precisa de ordem judicial. Com a demora em conseguir, fica difícil recuperar o dinheiro”, afirma o delegado Marcelo Cury.

O delegado diz que na maioria das vezes os bandidos tentam tirar dinheiro das vítimas alegando ser alguém da família. Os golpistas exigem uma quantia que deve ser depositada em uma conta corrente que é aberta em nome de laranjas. Sem perceber, os próprios parentes acabam passando informações para os criminosos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 95 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal