Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/04/2006 - Gazeta de Limeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher perde R$ 2,7 mil em conto-do-vigário no centro

Por: Assis Cavalcante


Um cheque de R$ 6,3 mil, uma chave de veículo e um pedaço de papel amarelo manuscrito foi o que restou à dona de casa P.T.V., 25 anos, após ter sido vítima de estelionato na tarde de ontem e perder a bolsa contendo documentos pessoais e R$ 2,7 mil.

A mulher reside no Parque Nossa Senhora das Dores e foi abordada pelos golpistas quando caminhava pela Praça Toledo Barros, pouco depois das 15h de ontem.
Segundo ela, inicialmente apareceu um homem perguntando se tinha perdido o documento de um carro que acabara de achar. Ele negou e logo surgiu uma mulher.
A desconhecida foi descrita como sendo de estatura baixa, magra, morena e de cabelos compridos e enrolados. Tinha aparelho ortodôntico e usava calça preta.
Dizendo chamar-se Carla, ela afirmou ser dona de uma loja de calçados e propôs dar uma gratificação a ambos.
Ela explicou que falaria com o marido sobre o ocorrido.
“Carla” saiu, deixando com P.T.V. sua carteira, uma chave de carro e o cheque. P.T.V. ficou acompanhada do primeiro homem em uma sorveteria ao lado da praça.
Em pouco tempo a dona do documento retornou, sustentando que seu marido havia insistido para que ela e o outro homem fossem devidamente recompensados.
O homem foi orientando a seguir até determinado endereço e em algum tempo, retornou feliz, com uma caixa de sapatos. A dona de casa foi orientada a fazer o mesmo.
A suposta dona da loja de calçados escreveu um bilhete orientando que o marido chamado “Claudio” entregasse à portadora dois pares de calçados “a escolher”.
Para garantir que retornaria ao local, teve que entregar à mulher sua bolsa, onde estavam os documentos e a quantia de R$ 2.768. Nem sequer desconfiou de um golpe.

FILMAGEM

Quando retornou à sorveteria onde as outras duas pessoas haviam permanecido, não as encontrou mais. Contrariada, pediu ajuda à comerciante para ligar para a PM.
O cabo J. Roberto e soldado André Luís foram informados pelo dono da sorveteria que o local possui um sistema de monitoramento por câmera, e que toda a ação dos criminosos teria sido gravada. A fita com as imagens deve ser encaminhada hoje ao 1º DP.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 450 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal