Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/05/2012 - Expresso MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher é suspeita de roubar mais de R$ 100 mil de idosos e deficientes em GO

Segundo a polícia, vítimas são beneficiárias do programa Renda Cidadã. Prisão preventiva aconteceu na cidade de Rio Verde, após investigação.

Uma mulher de 30 anos foi presa por suspeita de estelionato na quinta-feira (17), em Rio Verde (GO). De acordo com a Polícia Civil, essa mulher teria roubado mais de R$ 100 mil de idosos e deficientes ao se passar por uma funcionária do governo do estado responsável pela atualização do cadastro de beneficiários do programa social Renda Cidadã. Até às 11h desta sexta-feira (18) 14 vítimas haviam sido identificadas pela polícia.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido pelo delegado Luiz Gonzaga Júnior, do 2º Distrito Policial de Rio Verde, depois de dez meses de investigação. A polícia chegou a até a mulher ela porque ela também praticava outros golpes como financiar carro e não pagar.

A partir da data da prisão preventiva, a polícia tem até dez dias para concluir o inquérito e encaminhá-lo ao Fórum. Ela poderá ser indiciada pelo crime de estelionato a 14 pessoas. Segundo Gonzaga Júnior, a mulher pode ter agido em outras cidades, antes de Rio Verde. “Tivemos informações de golpes semelhantes em Goiânia e Aparecida de Goiânia”, afirma.

Os agentes apreenderam na casa da suspeita documentos falsos usados para aplicar os golpes e cartões de algumas pessoas que tiveram o dinheiro desviado. Segundo a polícia, a suspeita se apresentou como vendedora e não tem passagem pela polícia. Ela é natural deMontes Claros de Goiás, solteira e estudante de direito em Rio Verde. O delegado informou que a mulher detida atuava junto com um comparsa, que está foragido e tem passagens por estelionato e apropriação indébita.

Gonzaga Júnior contou que a dupla se passava por funcionários do Renda Cidadã e simulavam que aumentariam o benefício da vítima. Com esse argumento eles trocavam os cartões de benefício das vítimas por outros cartões adquiridos de outras vítimas. Depois, eles deslocavam até uma agencia bancária, efetuavam saques e empréstimos diversos. “As vítimas eram idosos ou deficientes. Eram pessoas humildes que tinham como única forma de sustento o próprio benefício”, conta o delegado.

O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Cidadania e Trabalho de Goiás (Sect) por telefone nesta sexta-feira (18), que informou que a atualização do cadastro dos beneficiários do Renda Cidadã, um programa do governo federal, é feito pelas prefeituras municipais por meio de uma coordenadora de renda. Segundo a assessoria, esse contato é feito em um local previamente definido, como uma unidade Vapt-Vupt, ou a própria prefeitura, e que os funcionários do programa não telefonam ou vão à residência dos beneficiários. Ao consultar o site da Sect por volta de 12h, a reportagem do G1encontrou uma informação de que “desde fevereiro de 2008, todos os que recebem o Renda Cidadã estão sendo visitados para atualização cadastral”. Até às 14h a assessoria de imprensa não havia retornado os novos contatos para esclarecer esse fato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 172 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal