Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/10/2007 - Infonet Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa quadrilha que praticava estelionato em Aracaju


Policiais da Delegacia Especial de Defraudações e Falsificações, sob o comando do delegado Joel Ferreira, tiraram de circulação uma quadrilha de estelionatários que vinha dando golpes no comércio de Aracaju e em aposentados.

Foram presos em flagrante pelo crime de estelionato tentado: Alécio Gomes dos Santos, Durval Santos Neto, Maria Eliane dos Santos e Raimundo Nonato da Silva. Alécio e Durval têm passagem pela polícia da Bahia pela mesma prática criminosa. Durval, também, já foi preso no município de Estância sob a acusação de envolvimento com o tráfico de drogas.

O primeiro a ser detido foi Alécio Gomes e a prisão aconteceu no momento em que ele tentava, junto a um escritório de corretagem, contrair três empréstimos com valores de R$ 4.500, R$ 9.100 e R$ 9.820. Segundo a polícia, ele portava documentos com nomes de três cidadãos do estado de Minas Gerais, que tinham fotos de membros da quadrilha. Além disso, foram encontrados com ele comprovantes de residência falsos.

Após a prisão de Alécio, os policiais chegaram aos demais membros da quadrilha. Vários celulares com diversos chips de operadores de telefonia móvel variadas foram encontrados de posse de dois dos acusados. “Com dois dos membros da quadrilha encontramos muitos aparelhos celulares com um bom número de chips de operadoras. Acreditamos que esta prática era para facilitar o contato entre eles e ao mesmo tempo despistar a polícia”, explicou Joel Ferreira.

Golpes

Os criminosos deram alguns golpes no comércio da capital sergipana. De posse de documentos falsos eles conseguiam crédito e com cartões efetuavam compras. Só em uma loja de departamento, localizada em um shopping da cisade, um dos integrantes gastou R$ 700 em roupas.

”Não temos idéia de quantas pessoas foram lesadas. Até o momento duas vítimas já reconheceram os acusados. São dois aposentados que tiveram subtraída, de suas contas bancárias, uma boa quantidade em dinheiro. Só de uma das vítimas foram realizados dois saques de 8 e 9 mil reais”, disse o delegado. “Caso alguém tenha sido lesado por essa quadrilha e não comunicou à polícia é importante que compareçam a nossa unidade para fazer o reconhecimento dos criminosos”, finalizou.

As potenciais vítimas deste grupo podem comparecer à sede da Delegacia Especial de Defraudações e Falsificações, que fica localizada ao lado da Academia de Polícia Civil (Acadepol), na avenida Tancredo Neves, próximo à faculdade Pio X.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 387 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal