Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

11/05/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Filho suspeito de auxiliar o pai em golpe é preso na Grande João Pessoa

Pai locava carros no nome do filho e em seguida relocava na capital. Locadoras suspeitaram do golpe e na quinta o filho foi preso em Lucena.

Um pai alugou seis carros no nome do filho e acabou relocando os veículos em João Pessoa. Os proprietários das locadoras desconfiaram do golpe e acionaram a polícia, que prendeu o filho do suspeito de estelionato. De acordo com a polícia, o estudante de 20 anos estava ciente da prática do pai. A prisão aconteceu na casa do suspeito na noite da quinta-feira (10), no município de Lucena, na Grande João Pessoa.

De acordo com o relato do jovem, que prestou depoimento na 6ª Delegacia Distrital de Santa Rita, o pai que é vidraceiro pediu para ele alugar os veículos porque estava impossibilitado já que tinha o “nome sujo" na praça. Em fevereiro, o vidraceiro já tinha locado dois veículos no nome do filho. Após um mês e meio, o homem alugou mais dois carros em uma outra empresa. Já em março, outros dois carros foram locados. De acordo com o escrivão Francisco Melo, da Delegacia de Santa Rita, os proprietários das locadoras não receberam o valor dos alugueis e por isso prestaram queixa na polícia.

Na quinta-feira, os responsáveis pelas locadoras foram até a casa do suspeito com a polícia. A mãe do jovem pediu para que o filho fosse em casa para entregar um dos carros que estava sendo relocado. Quando o estudante chegou na residência acabou sendo preso pela polícia. De acordo com a as investigações, o pai era o mentor e o filho auxiliava nos golpes. O jovem será encaminhado para o presídio padrão de Santa Rita. O período de reclusão para este tipo de crime varia entre um e cinco anos. O caso foi encaminhado para delegacia de Santa Rita porque ela é a responsável pelas ocorrências da região de Lucena durante o plantão.

Até as 8h desta sexta-feira os outros cinco veículos não haviam sido encontrados. O vidraceiro suspeito do crime segue foragido e a polícia faz buscas na Grande João Pessoa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 125 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal