Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

10/05/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suposto estelionatário é preso e autuado em flagrante em Fortaleza

Golpe chega a R$ 200 mil em um dos bancos lesados, diz delegado. Homem abriu empresas, contas bancárias e usou cheques com nome falso.

Um homem de 59 anos, natural da Paraíba, foi preso e autuado em flagrante na tarde desta quinta-feira (10), em Fortaleza, suspeito de aplicar golpes financeiros contra instituições financeiras e clientes, segundo o delegado Jaime de Paula, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações. De acordo com o delegado, o homem usava nome falso, com o qual abriu três empresas, contas bancárias e usava cheques para pagar fornecedores.

O delegado explicou que as investigações ainda estão em curso e que, por isso, ainda não há o montante do golpe em valores. Mas ele adiantou que em pelo menos um banco, há um golpe de R$ 200 mil. O suspeito abriu três empresas sendo uma de material de construção, uma confecção e outra de móveis e eletrodomésticos no Bairro Jardim Iracema. "A gente vai investigar agora como foi a constituição das empresas", disse o delegado.

O suspeito está detido na delegacia de defraudações à disposição da Justiça. Ele foi autuado em flagrante e, segundo o delegado, vai responder por estelionato, falsificação de documentos e falsidade ideológica. Jaime de Paula explicou que a polícia investiga o homem desde o dia 9 de abril, quando as denúncias de pessoas que receberam cheques das empresas do suspeito. Ele foi preso no Bairro Montese, em Fortaleza, por volta de 14h30, quando se dirigia ao banco.

Para o crime de estelionato, obter vantagem ilícita para si ou para terceiros, a pena varia de um a cinco anos de reclusão e multa. A falsidade ideológica é omitir, em documento público ou particular, declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito. A pena prevista é de reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é público, e reclusão de um a três anos, e multa, se o documento é particular.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 118 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal