Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

04/05/2012 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bando fazia saques com cartão clonado

Por: Cristina Christiano

No dia de pagamento do INSS a quadrilha retirava o dinheiro da conta de aposentado antes de o banco abrir.

Uma quadrilha especializada em aplicar golpes em aposentados e pensionistas do INSS começou a ser desarticulada ontem por policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), a partir da prisão de dois homens flagrados quando sacavam dinheiro da conta de idosos com cartões clonados. Em apenas meia hora, eles retiraram R$ 7 mil.

Os golpistas também utilizavam os dados das vítimas para fazer empréstimos consignados. “Eles instalavam em caixas eletrônicos um equipamento conhecido como chupa-cabra para capturar os dados dos verdadeiros cartões e depois filmavam a senha que a pessoa digitava”, conta o delegado Márcio Martins Mathias, da Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro, responsável pela prisão de André Mateus, de 37 anos, e Ronaldo Gonçalves dos Santos, de 40. A dupla era encarregada dos saques.

SURPRESA / Segundo o delegado, a quadrilha utilizava cartões de seguro saúde nos golpes porque tinham timbre de banco e não chamavam a atenção. Os dados do correntista eram armazenados na tarja magnética e, no mês seguinte, usados para sacar a aposentadoria. Muitas vezes, os golpistas também faziam empréstimo em nome do aposentado. A ação ocorria sempre antes do início de expediente bancário. “Além de não encontrar o pagamento, a vítima ainda era surpreendida com as prestações do consignado.”

O delegado afirma que cada integrante da quadrilha tinha função específica. Os saques, segundo Mathias, eram realizados em agências diferentes, simultaneamente. Ontem, por exemplo, as prisões ocorreram em dois bancos da Casa Verde e do Imirim, na Zona Norte. Em poder dos golpistas foram apreendidos 216 cartões clonados. A polícia ainda não sabe o número de vítimas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 113 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal