Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

04/05/2012 - Expresso MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil prende quadrilha que aplicava o golpe do envelope vazio


Três integrantes de uma quadrilha que vinham praticando o crime de estelionato foram presos em flagrante na quarta-feira (02.05), pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), de Várzea Grande. Os indiciados, Neuzil Hilario de Campos, 50 anos, José Ricardo Carvalho Costa, 31, e Maria Aparecida Rodrigues, 29, irão responder pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha.
O trabalho de investigação iniciou após denúncias das vítimas. Os policiais civis da DERF conseguiram identificar os criminosos e como funcionava o esquema para aplicar os golpes.
A quadrilha através de contato telefônico com o comerciante solicitava pedido da mercadoria desejada e já combinava a forma de pagamento, afirmando a realização de depósito bancário. Em seguida, o grupo colocava o envelope no caixa eletrônico, indicando o valor combinado, porém sem o dinheiro.
Ainda dentro das informações apuradas, os investigadores de polícia descobriram que a quadrilha possuía uma logística de trabalho muito bem articulada. Eles mandavam um táxi buscar a mercadoria no estabelecimento comercial e após marcava um ponto de encontro para o taxista entregar o produto adquirido ao acusado Neuzil Hilário, proprietário de um caminhão, que utilizava o veículo para encontrar o taxi e receber a mercadoria. Ele também realizava o pagamento da corrida do táxi e depois levava o caminhão para sua residência. Lá os outros dois presos, José Ricardo e Maria Aparecida, eram os responsáveis pela venda dos produtos.
Na residência de Neuzil Hilario foram localizados várias mercadorias provenientes do crime praticado pela quadrilha, que somam um valor aproximadamente R$ 30 mil.
Outro envolvido com a quadrilha e acusado de realizar as compras pelo telefone é Agdesio da Costa Borges, que ainda não foi localizado pela polícia.
As investigações e prisões foram feitas pelo delegado Carlos Américo Marchi, pelo chefe de operações Paulo Matsuoka e pela equipe de investigadores composta por Claudiomir Feltrin, Gilberto dos Santos e Renato Barros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 156 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal