Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

08/05/2012 - Na Hora Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

CERCCO recomenda que governo e prefeituras não deem dinheiro para fundação de político


O Comitê Rondônia Contra a Corrupção (CERCCO), entidade que reúne 14 instituições federais e estaduais, entre elas o Ministério Público de Rondônia,, encaminhou ao governo estadual e aos municípios de Rondônia recomendação para que não repassem recursos públicos a entidades que mantenham relação direta ou indireta com candidatos ou com políticos eleitos. A medida visa evitar o uso político desses recursos e o prejuízo nas eleições à igualdade que deve haver entre os candidatos.

O Comitê recomendou ainda que o governo e as prefeituras exijam da entidade interessada em receber recurso público declaração de que não mantém vínculo com políticos, recomendando também que sejam divulgadas na internet, para conhecimento dos cidadãos, “cópias digitalizadas dos termos de convênio ou instrumentos congêneres celebrados com entidade beneficente, associação ou fundação”.

Segundo Arildo Oliveira, secretário de controle externo do Tribunal de Contas da União e coordenador do CERCCO, existe no estado um histórico negativo de transferência de dinheiro público para fundações supostamente beneficentes e de atuação desinteressada mas que têm na verdade o objetivo de prestar serviços gratuitamente para angariar votos ao candidato cujo nome está a elas vinculado. “Além de desequilibrar o processo eleitoral democrático, essa prática implica o uso de recursos públicos para atender interesse particular, privado”, disse o coordenador.

A nota técnica foi encaminhada ainda à Assembleia Legislativa, às câmaras de vereadores e aos promotores de Justiça para que fiscalizem o seu cumprimento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal