Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/04/2012 - MSN / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

200 mil gregos fraudaram os cofres públicos

Por: Jamil Chade


O governo grego revelou ontem que 200 mil gregos, principalmente famílias de aposentados, fraudaram os cofres do país por anos, reclamando benefícios em nomes de pessoas que até já estavam mortas e outras irregularidades. O Ministério do Trabalho grego informou que estava suspendendo esses benefícios sociais, depois de uma ampla investigação e que revelava o tamanho dos abusos no estado grego.

A fraude atingia o equivalente a 2% da população grega, que vem sofrendo duros cortes de salários, aposentadorias e de postos de trabalho. A luta contra a fraude é uma das exigências da União Europeia (UE), que insiste que o estado grego precisa reformar sua forma de operar.

Outra fraude comum era a tentativa de muitos gregos de falsificar a própria renda, rebaixando seus salários, para poder ter benefícios sociais e ajuda em dinheiro. A iniciativa deve economizar em gastos públicos cerca de US$ 1 bilhão por ano.

Construído nos últimos 30 anos, o sistema de bem-estar social da Grécia era acusado de ser um dos principais responsáveis pela dívida acumulada pelo país. Para Bruxelas, o sistema garantia pagamentos acima das capacidades de arrecadação do estado grego.

Com os cortes, pensões já chegaram a ser reduzidas em 25% em dois anos. Nesse mesmo período, o número de suicídios duplicou. Há um mês, a morte de um aposentado no centro de Atenas, que dizia que se recusaria a buscar comida no lixo, comoveu o país.

Na terça-feira, o Banco Central grego admitiu que a recessão em 2012 será pior do que se imaginava, mesmo tendo aplicado o maior calote da história moderna, de 100 bilhões. Neste ano, a economia grega deve sofrer uma contração de 5% diante da queda no consumo doméstico agravado pelas políticas de austeridade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 105 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal