Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

02/05/2012 - Sol Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vírus Flashback rendeu 10 mil dólares por dia aos seus autores


Os autores do malware Flashback, responsável pela infecção de cerca de 600 mil Macs, conseguiram ganhar mais de 10 mil dólares por dia com uma fraude relacionada com o roubo de cliques em anúncios on-line.

A projecção foi feita pela Symantec, que publicou uma mensagem no blogue oficial da empresa onde detalha os pormenores da fraude praticada pelos cibercriminosos por detrás do Flashback.

De acordo com as conclusões da investigação da Symantec, este malware estava a ser utilizado numa fraude relacionada com o roubo de cliques em anúncios do motor de busca Google.

Este tipo de fraudes faz com que as vítimas, geralmente em grande número, sejam reencaminhadas sem saber para anúncios presentes em determinados sites.

Sempre que alguém acede a um destes anúncios os autores da fraude recebem uma parte dos lucros com o clique, que não é da responsabilidade do utilizador, mas do botnet que controla o computador infectado.

Segundo a empresa de segurança informática, este era o principal objectivo do malware Flashback que infectou mais de 600 mil Macs recentemente, número que poderá ter sido suficiente para garantir lucros na ordem dos 10 mil dólares por dia aos cibercriminosos.

Citado pelo portal Computerworld um responsável da Symantec revela que apesar de grande parte do botnet criado com este vírus já ter sido desmantelada, a fraude continua a dar dinheiro aos seus autores.

O mesmo responsável realça contudo que quem está a perder com a fraude não são os utilizadores, mas as empresas que vendem anúncios, neste caso a Google e as empresas que pagam um determinado montante de cada vez que alguém clica num anúncio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 418 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal