Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

25/04/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga suspeito de enganar cerca de 400 pessoas com golpe

Homem prometia fazer aplicações na Bolsa de Valores com lucro de 10%. No total, golpe pode chegar a R$ 40 milhões.

A polícia investiga um homem na Zona Sul de São Paulo suspeito de enganar ao menos 400 pessoas com a promessa fazer aplicações na Bolsa de Valores. O golpe pode chegar a R$ 40 milhões.

As vítimas eram de São Paulo e da Bahia. O golpista oferecia juros de 6% a 10% para quem aplicasse dinheiro com ele. As pessoas depositavam a quantia, mas não recebiam nenhum comprovante em troca.

De acordo com Oto Décio dos Santos, uma das vítimas, a promessa de grande quantidade de retorno o atraiu. " Vi uma vantagem de cinco, seis por cento e acabei vendendo minha loja. Coloquei o dinheiro lá. Também só deu tempo de colocar", disse o comerciante que perdeu cerca de R$ 500 mil.

Manoel da Silva Fraga ficou apenas os comprovantes do depósito bancário dos R$ 500 mil que perdeu. "Foi pura confiança mesmo que depositei", disse ele. "Uma parte do dinheiro foi de uma penhora no apartamento, outra foi empréstimo no banco por ser comerciante, tinha facilidade pra alguns empréstimos."

Um rapaz, que não quis se identificar, trabalhou com o golpista por oito anos e deu a ele cerca de R$ 60 mil para serem investidos. O dinheiro foi pego após um empréstimo no banco. Só restou a dívida. "Vou pagar a perder de vista, em 48 parcelas", disse a vítima.

Para convencer as pessoas a investir, o homem dizia que tinha experiência como ex-funcionário da Bolsa de Valores. A Bovespa afirma que ele que nunca trabalhou lá. As vítimas chegaram a apresentar para a polícia o extrato de uma corretora de valores onde o suspeito tinha mais de R$ 22 milhões de saldo. Em março desse ano, o dinheiro havia sumido e aparecia apenas um débito de R$ 125. Por conta disso, as vítimas foram até a delegacia. Elas registraram 22 boletins de ocorrência contra o golpista.

Na terça-feira (24), o homem foi visto em uma loja de rodas e acabou reconhecido por uma das vítimas. Após uma confusão, a polícia foi acionada e todos foram para a delegacia. O suspeito declarou que havia perdido todo o valor na Bolsa. Ele foi liberado nesta madrugada porque a Justiça negou o pedido de prisão. Ainda assim, será indiciado por estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 937 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal