Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

24/04/2012 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idosa perdeu R$ 200 mil para estelionatários presos pela Civil

Por: Maria Inez Magalhaes


Rio - Quatro pessoas foram presas, nesta terça-feira, pela 18ª DP (Praça da Bandeira) acusadas de aplicarem em junho um golpe de R$ 196 mil em Maria Stella Becker Coimbra Bueno, de 74 anos, que vendeu o apartamento na Tijuca para pagar os valores pedidos pela quadrilha. O bando fingia negociar a revenda de títulos do Férias Card, um clube de turismo falido, da qual Stella é proprietária. Quatro pessoas estão foragidas e uma conseguiu habeas corpus.

Prédio na Rua Uruguai onde idosa vendeu seu imóvel | Foto: Alessandro Costa / Agência O DiaStella agora mora de aluguel e conta com ajuda de amigos. “Pensei em tirar a minha vida. Estou devendo a amigos. Não consigo dormir porque as contas vencem. Estou dependendo deles até para comprar comida”, desabafou ela ao SBT Rio. O contato com as vítimas era feito sempre por telefone. O dinheiro pedido seria para pagar documentos. As contas estavam em nomes de várias pessoas. Um dos depósitos feitos por Stella foi de R$ 75 mil.

OUTRAS VÍTIMAS

Segundo a polícia, para conseguir o dinheiro, o bando alegava que uma indústria estava comprando os títulos do Férias Card para revitalizar o clube para grandes eventos, como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016. O bando cobrava 10% do valor que o título custaria dizendo que era para custear despesas cartorárias.

“Eles fizeram várias ligações para a vítima. O título não tem valor nenhum porque é massa falida. Começaram dizendo que valeria R$ 200 mil e depois chegaram dizer R$ 1 milhão. É nessa desproporção de valores que a vítima é seduzida. As pessoas são envolvidas por essa vantagem”, explica o delegado-titular da 18ª DP, Orlando Zaccone.

Segundo as investigações, o bando fez outras vítimas, uma delas na Barra. A polícia investiga como os golpistas tinham acesso ao cadastro da empresa. Eles foram denunciados por formação de quadrilha e estelionato.

Estratégia para chegar aos bandidos

As investigações começaram há 10 meses quando Stella foi à 18ª DP. Ela foi orientada a não depositar os R$ 21 mil combinados. Deveria entregar o dinheiro pessoalmente. Agentes foram junto e prenderam o motoboy que pegou a quantia. “Ele foi liberado, mas fizemos busca e apreensão na casa dele e achamos documentos que comprovam o golpe”, explicou Zaccone.

Segundo ele, os idosos são as principais vítimas desse golpe. “Antes de pagar, converse com um filho, parente ou advogado e, se perceber algo estranho, vá à polícia”, alertou o delegado. “Estou envergonhada de cair nesse golpe”, revelou Stella.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 665 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal