Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

24/04/2012 - Jornal da Mídia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Taxista roubava dados bancários de clientes e clonava cartões de crédito


Salvador – O taxista Wellington José Santana Barbosa, o “Tom”, 35 anos, acusado de integrar uma quadrilha que obtinha dados de clientes de instituições financeiras de forma fraudulenta, e clonava cartões de crédito e débito, foi preso, em sua residência, no Nordeste de Amaralina, por uma equipe de investigadores da 6ª Delegacia Territorial (DT/Brotas).

No imóvel, os investigadores apreenderam, além de um “chupa cabra” – equipamento usado para copiar informações bancárias de clientes, diversos cartões de crédito e débito em nome de Wellington e de terceiros. Havia ainda na casa um notebook, uma impressora, e um equipamento que filmava a senha do correntista, quando digitada no caixa eletrônico. Segundo a titular da 6ª DT, delegada Maria Dail Sá Barreto, o grupo agia em vários bairros de Salvador.

De posse das informações bancárias, os criminosos confeccionavam outros cartões em nome dos integrantes do bando, com os quais faziam saques e compras em estabelecimentos comerciais. Wellington declarou na delegacia que apenas guardava os equipamentos utilizados nas fraudes para dois homens de prenomes Guilherme e Antônio, naturais de Fortaleza (CE), recebendo pela função R$ 1 mil por semana. “Com esse dinheiro, ele conseguiu comprar um veículo Corsa Sedan, ano 2011, e uma motocicleta”, disse a delegada.

Conta de luz – Os policiais chegaram até Wellington após uma vítima ter registrado queixa na 6ª DT referente a cobranças, não reconhecidas, de contas de consumo de água e energia elétrica, no valor de R$ 200,00, indicadas em sua fatura de cartão de crédito. Os policiais rastrearam as duas contas e, 15 dias depois da denúncia, chegaram ao endereço do taxista, autuado por estelionato e falsidade ideológica.

“Tom” declarou em depoimento que, no domingo (22), conduziu Guilherme e Antônio ao aeroporto internacional de Salvador, tendo a dupla embarcado em um voo para Fortaleza. Disse ainda ter conhecido os comparsas durante o Carnaval de 2011, e que nas várias vindas a Salvador, Guilherme e Antônio requisitavam seus serviços de taxista. “Eles estabeleceram um vínculo de amizade até que os cearenses o chamaram para participar da fraude”, afirmou a delegada Maria Dail.

A Polícia Civil do Ceará será informada pela titular da 6ª DT/Brotas sobre os crimes praticados na Bahia pelos cúmplices de Wellington. A delegada vai solicitar apoio para localizá-los. A participação de outras pessoas nos golpes contra correntistas bancários será investigada. Wellington José Santana Barbosa ficará custodiado na carceragem da 1ª (DT), nos Barris, à disposição da Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 260 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal