Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/04/2012 - Monitor Mercantil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Chineses continuam armando fraudes no mercado norte-americano


A Securities and Exchange Commission descobriu que dois executivos de uma empresa chinesa prestadora de serviços em campos petrolíferos armaram um esquema para enganar os investidores, alterando o valor de seus ativos e não informar a utilização de US$ 120 milhões dos recursos captados no IPO. Além disso, o presidente do conselho de administração está envolvido no desaparecimento de US$ 40 milhões do caixa da empresa..

O valor dos ativos operacionais da SinoTech Energy Limited foi elevado exageradamente nas demonstrações financeiras, especificamente os da perfuração lateral hidráulico (LHD), unidades que são fundamentais para o negócio. Ao fazer o registro para o IPO, em novembro de 2010, a empresa declarou que investiria US$ 120 milhões para a aquisição de 16 desses equipamentos, o que custaria aproximadamente US$ 94 milhões. Nos contratos de compra e outros documentos, no entanto, a única empresa comprou 11 unidades por menos de US$ 17 milhões. Guoqiang Xin e Boxun Zhang, respectivamente, ex-Ceo e ex- CFO da Sino Tech foram os responsáveis pela fraude com a informação exagerada do valor das unidades compradas.

Além desses dois executivos, Qinzeng Liu, presidente da companhia, é acusado de, entre 30 de junho e 17 de agosto do ano passado, desviou mais de US$ 340 milhões da conta bancária da companhia no Banco Agrícola da China e não registrou essas transferências nos livros e registros contábeis da empresa. O interessante é que o presidente da empresa ficou em silêncio, apesar dos relatórios negativos que circulavam na Internet, e de vez em quando tentava enganar os investidores com a falsa informação de que a companhia tinha esse dinheiro depositado em outros bancos. Mais tarde, Liu admitiu o roubo para o auditor e Conselho de Administração, mas foi mantido na posição e os investidores não foram informados.

A SEC está tomando medidas judiciais para aplicar sanções financeiras contra todos os réus e obter a restituição dos ganhos ilícitos pela SinoTech e por Liu. E também solicita quer que três executivos sejam impedidos de atuar diretores de empresas que tenham títulos negociados no mercado norte-americano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 252 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal