Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/04/2012 - Último Segundo / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação prende 7 suspeitos de fraudar R$ 100 milhões em importações

Ação da Receita e da Polícia Federal visa desarticular grupo que contrabandeava principalmente videogame sem pagar impostos.

Sete pessoas foram presas nesta segunda-feira em uma ação conjunta da Polícia Federal com a Receita Federal, chamada de Operação Estrada Real, que tem como objetivo combater a entrada irregular de mercadorias, principalmente videogames, no País. A operação apura ainda indícios de diversos crimes, como descaminho, evasão de divisas, sonegação de tributos federais e estaduais e lavagem de dinheiro.

Segundo nota divulgada pela Receita Federal, as informações eram coletadas há três anos, após uma suspeita de fraude em organizações inexistentes e que constavam como sócios proprietários que, de acordo com a Polícia Federal, não teriam situação econômica favorável. O prejuízo aos cofres públicos pelo não recolhimento dos tributos devidos foi estimado pelo Fisco em R$ 100 milhões.

A Receita aponta também que a prática permitiria às importadoras e distribuidoras de São Paulo enviar ao exterior, por meio de doleiros e à margem do controle cambial, recursos destinados ao pagamento de suas importações supostamente irregulares.

As ações ocorrem simultaneamente em três Estados: São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão e 30 mandados de busca e apreensão nas empresas e residências dos suspeitos.

Além das prisões e dos mandados de busca, a Justiça Federal decretou o sequestro de bens e o bloqueio de recursos financeiros dos suspeitos. Conforme a nota da Receita, as empresas envolvidas estariam sendo utilizadas para movimentar recursos de terceiros e remeter divisas ao exterior por meios ilegais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 291 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal