Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/04/2012 - Jornal Floripa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF faz operação contra engenheiros suspeitos de fraude em PE


A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira uma série de ordens judiciais para desbaratar uma quadrilha de engenheiros suspeitos de fraude, corrupção e desvio de dinheiro público em cidades do interior de Pernambuco. Segundo a PF, o prejuízo aos cofres públicos pode chegar a R$ 20 milhões.

As investigações da "Operação Resgate" começaram há três anos. A PF aponta a participação de um membro do alto escalão da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) em Pernambuco, um secretário municipal, além de fiscais de contratos municipais. Ninguém teve o nome revelado.

Policiais fazem buscas nas secretarias de Obras e salas de comissões de licitações nos municípios de Arcoverde, Macaparana, Paudalho e São Benedito do Sul.

A polícia diz que a quadrilha captava recursos públicos e aprovava projetos junto a órgãos federais, como Funasa e Caixa Econômica Federal.

Quando os repasses das verbas públicas chegavam aos municípios, engenheiros do grupo elaboravam projetos básicos, enquanto outros participavam de licitações fraudadas.

Durante a execução do serviço, além de não pagar encargos sociais dos trabalhadores contratados, a PF diz que a quadrilha não executava toda a obra e superfaturava preços de materiais de construção. As irregularidades foram detectadas pela CGU (Controladoria Geral da União), afirma a Polícia Federal.

As investigações indicam ainda que os próprios engenheiros da quadrilha fiscalizavam as obras e as atestavam como regulares.

Os integrantes da quadrilha serão indiciados pelos crimes de fraude e dispensa indevida de licitação, peculato (desvio de dinheiro público por funcionário público), falsificação de documento público e formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal