Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

13/04/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeito de aplicar golpes em lojas de informática é preso em Barbacena

Homem de 43 anos se passava por representante de uma grande empresa. Ele teria praticado crimes nos estado de MG, ES, BA, PA, PR e PB.

Está na cadeia de Barbacena, na Região Central de Minas Gerais, um homem de 43 anos suspeito de aplicar golpes em lojas de informática de seis estados brasileiros. Ele já se apresentou com pelo menos outros três nomes diferentes. Era assim que ele enganava donos de lojas de informática, se passando por representante de uma grande empresa.

Primeiro, ganhava confiança, consertando equipamentos. Depois, pedia dinheiro ou novos aparelhos, com a desculpa de expandir o comércio. Em Barbacena, duas pessoas acreditaram na história e deram R$ 5 mil ao golpista.

Fichas de entrada de um hotel mostram que ele chegou à cidade no dia 9 de março. A prisão em flagrante foi após denúncia de uma das vítimas. Uma mulher, que preferiu não se identificar, o reconheceu. O relacionamento durou dez dias, com base em mentiras.

O suspeito é conhecido pela polícia. Ele já foi preso em Vitória, no Espírito Santo, e tem passagens pela Bahia, Pará, Paraná e Paraíba. Em Minas Gerais, os golpes foram aplicados também em Varginha, no Sul do estado.

Uma das vítimas de lá acionou um fornecedor de Barbacena, que também conhecia o estelionatário. A polícia quer saber se mais estabelecimentos sofreram prejuízos.
Ele responderá pelos crimes de estelionato e falsa identidade. A pena pode chegar a 13 anos. Os advogados pedirão a liberdade provisória.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal