Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/04/2012 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sindicância investiga fraude no Ipamb


O diretor do núcleo de informática do Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb) e um auxiliar são acusados, em sindicância administrativa aberta dentro do órgão, de provocar um rombo na folha de pagamento que chegaria, segundo estimativas, a R$ 3 milhões. O inquérito começou há 15 dias, depois que os acusados foram afastados das atividades. A comissão já ouviu a dupla em depoimento e deve concluir o trabalho esta semana.

Renato César Nascimento Spinelli, o diretor, e Diego Saavedra Pinheiro, técnico em informática, foram imediatamente afastados depois que a fraude foi descoberta. Servidores do Ipamb relataram ao DIÁRIO que Spinelli foi nomeado em 2009 pelo prefeito Duciomar Costa e chegou ao órgão já com status de chefe, ganhando a confiança do presidente, Oséas Silva Júnior. O técnico Saavedra Pinheiro, por sua vez, também teria livre trânsito junto ao presidente pelo fato de ser sobrinho da mulher dele.

Ainda de acordo com servidores que preferem não se identificar por temerem represálias, a desenvoltura de Spinelli no Ipamb era tamanha que ele chegou a substituir por quatro vezes o próprio Oséas Junior na presidência. Com tanto prestígio, logo seria guindado ao cargo de diretor-geral, acumulando amplos poderes.

APURAÇÃO

Segundo as denúncias apuradas pela comissão de inquérito, Spinelli teria se prevalecido do fato de ter a senha que permitia acesso à folha de pagamento para fazer descontos indevidos nos contracheques dos servidores do Ipamb. No começo, isso era feito de forma discreta, mas com o passar do tempo os descontos se tornaram habituais, provocando prejuízos aos funcionários, que passaram a reclamar sem obter explicações convincentes do diretor e de outros auxiliares que estariam envolvidos no esquema.

Servidores lesados contam que seus contracheques chegavam a apresentar descontos mensais misteriosos de até R$ 1 mil. Para eles, a direção do Ipamb demorou a tomar providências e só agiu depois que os mais revoltados ameaçaram denunciar o caso à polícia e ao Ministério Público. O Conselho Municipal de Saúde soube da fraude, mas nenhum conselheiro tomou qualquer iniciativa para cobrar explicações da direção do Ipamb.

RESPOSTA

Spinelli, ouvido pelo DIÁRIO, negou que o valor supostamente desviado da folha de pagamento alcance R$ 3 milhões. “Não existe isso”, afirmou ele por telefone sem, no entanto, dizer qual o montante investigado. “O senhor vai ver que ao final do processo tudo será mostrado”, resumiu. Perguntado o que teria acontecido para que fosse acusado de patrocinar fraude na folha, o diretor afastado desconversou, alegando que somente a comissão de sindicância poderia se pronunciar.

Antes que outra pergunta fosse feita, Spinelli disse que iria telefonar para seu advogado para que ele falasse com o jornal. Isso, porém, não ocorreu até o fechamento desta edição. Saavedra Pinheiro não foi localizado para apresentar sua versão.

O chefe de gabinete do Ipamb, Carlos Flexa, confirmou que a sindicância contra Spinelli e Saavedra Pinheiro está em andamento e que será concluída nos próximos dias. Flexa começou explicando que Oséas Júnior acumula os cargos de presidente do Ipamb e de chefe de gabinete de Duciomar. Por conta disso, despacha pela manhã com Duciomar e à tarde no Ipamb.

“A comissão já está atuando, colheu depoimentos e até a próxima terça-feira deve apresentar o relatório”, informou Flexa que, no entanto, negou que a subtração na folha de pagamento seja de R$ 3 milhões. “Com certeza não é isso”, afirmou, embora não quisesse dizer qual o valor real. Indagado se Saavedra seria sobrinho da mulher de Oséas Júnior, o chefe de gabinete limitou-se a dizer apenas que “com certeza não”.

Flexa também negou que Spinelli e Saavedra gozassem de privilégios junto ao presidente ou que Spinelli tivesse substituído Oséas Júnior por quatro vezes no cargo. Mais uma vez foi taxativo, usando a frase recorrente: “com certeza não”. Para ele, as denúncias de fraude não passariam de “questões políticas” de véspera de eleição.

O presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Belém (Sisbel), Emílio Conceição, declarou que a entidade está preocupada com as coisas que vêm ocorrendo no Ipamb. “As notícias sobre desvios na folha de pagamento são muitas e desencontradas pelos corredores, mas tudo isso vem se somar ao descaso com que o Ipamb vem sendo conduzido na atual gestão. A saúde dos servidores está um caos, faltam remédios nas farmácias”, disse Conceição.

Ele lamentou que Oséas Júnior, embora procurado, por diversas vezes, não queira receber a diretoria do Sisbel para tratar dos problemas que afetam os servidores. “Coisas estranhas estão acontecendo no Ipamb”, acrescentou, citando que na semana passada, durante um assalto à unidade do órgão em Icoaraci, o ladrão preocupou-se apenas em “roubar um HD de computador”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 530 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal