Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

11/04/2012 - Jornal da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Servidora tem cartão clonado e fica sem dinheiro para vestido

Por: Helena Cunha


Servidora pública foi surpreendida, no início da semana, ao conferir extrato bancário de conta salário e perceber que todo o salário referente ao mês de março havia sido sacado. A suspeita é de que o cartão tenha sido clonado.

De acordo com Vanessa Roberta Gomes Costa, agente comunitária de Saúde, a conta salário foi aberta em janeiro e desde então ela vinha sacando o salário no início do mês, logo que o pagamento era depositado. Neste mês, o valor foi depositado no dia 2 de abril, mas Vanessa esperou o feriado prolongado e na segunda-feira, 9, foi a uma agência da Caixa Econômica Federal para sacar o valor. Foi informada de que a referida conta estava sem saldo. Para piorar a situação de Vanessa, ela está com casamento marcado para este sábado e o valor que perdeu seria utilizado para o pagamento do vestido de noiva.

Segundo Vanessa, funcionária da CEF obteve informações no sistema de que foram efetuados vários saques com diferença de um minuto para o outro até zerar o saldo, no dia 4 de abril. “Pelos dados foi possível identificar que os mesmos foram efetuados em caixa eletrônico instalado no terminal rodoviário”, ressalta.

Vanessa foi orientada a preencher o Protocolo de Contestação em Conta de Depósito via Cliente e processo será aberto para investigar o caso. A suspeita é de que o cartão bancário tenha sido clonado. Caso seja provado que foi esse o problema, em 15 dias ela terá o valor restituído. Se não ficar comprovada a clonagem de cartão, ela deverá acionar a Justiça.

A assessoria de imprensa da CEF informou que não conseguiu localizar o nome de Vanessa como cliente da Caixa. Porém, no site da instituição bancária constam orientações para evitar esse tipo de problema. Como medida complementar de proteção, os cartões de crédito da CEF chegam até o cliente bloqueados. Além disso, sempre que a pessoa utiliza o cartão magnético para movimentar valores nos terminais de autoatendimento, são solicitadas a senha e a palavra secreta ou a senha e o código de acesso (formado por letras). A senha, a palavra secreta e o código de acesso são as assinaturas digitais, pessoais e intransferíveis e garantem a segurança das transações financeiras.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 215 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal