Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/04/2012 - O Diário de Mogi Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Derrame de notas falsas em BC

Por: Laércio Ribeiro


O delegado Argentino da Silva Coqueiro, assistente do 2º Distrito Policial, apreendeu no fim da tarde de ontem seis cédulas falsas de R$ 100,00 que seriam distribuídas em lojas de Braz Cubas.

O derrame de notas falsas teve início segunda-feira, conforme apurou a autoridade policial, que recebeu na Delegacia dois adolescentes, de 14 e 15 anos.

O delegado Argentino informou o investigador chefe, Marco Aurélio Silva que, de imediato, mandou uma equipe começar as buscas, considerando já haver um suspeito do golpe.

"Eu comprei seis cédulas por R$ 50,00", disse o menor, de 15 anos, certo de que iria ganhar um bom dinheiro.

O comerciante Carmelito Santos, de 51 anos, reconheceu o adolescente, de 14 anos, na Delegacia. O garoto, segundo ele, acompanhava um comparsa, o qual adquiriu mercadorias em seu depósito de materiais de construção, em Braz Cubas, e pagou com uma cédula falsa de R$ 100,00.

"Eu fui fazer o depósito hoje (ontem) no Banco Santander, o caixa ficou em dúvida e resolveu me dar um recibo, pois o dinheiro seria examinado", explicou Carmelito, que sofreu prejuízo.

Diante dele, o menor reconhecido, que estava perto de sua mãe, resolveu contestar a versão, mas caiu em contradições. A identidade dos infratores, que foram sindicados em Ato Infracional sobre moedas falsas, não pode ser revelada conforme dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Os acusados foram liberados, porém as mães deles devem apresentá-los ainda hoje ao Juizado da Infância e Juventude, no Fórum de Braz Cubas.

O delegado Argentino Coqueiro observou que cinco cédulas têm o número de série iguais com o final 48 e apenas uma delas é 62.

Ele, o delegado titular Edson Gianuzzi e demais policiais analisaram as notas falsas e verificaram que eram quase perfeitas. "Um pessoa leiga pode aceitá-las sem problemas", concluíram os policiais civis do 2º DP, que seguem nas buscas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 187 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal