Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

07/04/2012 - Expresso / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Malásia: Autoridades prenderam 83 suspeitos de fraude


Kuala Lumpur, 07 abr (Lusa) - As autoridades da Malásia prenderam 83 pessoas, maioritariamente da China e Taiwan, no âmbito de uma investigação de fraude que terá rendido mais de três mil milhões de dólares (cerca de 2,3 mil milhões de euros), informou hoje a polícia.

Os suspeitos - 75 taiwaneses, seis chineses e dois malaios - foram detidos na sexta-feira durante buscas a quatro bungalows em Serdang, nos arredores da capital Kuala Lumpur, disse o diretor federal da unidade de crime comercial, Syed Ismail Syed Azizan.

Os detidos estão a ser investigados por conduzirem um esquema fraudulento que, através de carregamentos de telefone e depósitos em contas bancárias, terá extorquido avultadas somas de dinheiro a pessoas da China e Taiwan.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 100 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal