Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/04/2012 - Público.pt - Última Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Umberto Bossi demite-se da Liga Norte por acusações de fraude

Investigação aponta para desvio de fundos e branqueamento de capitais.

Fundador da Liga Norte e antigo aliado do ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, Umberto Bossi demitiu-se da liderança do partido depois de se ver envolvido num escândalo de fraude e branqueamento de dinheiro.

“Demito-me a bem do movimento e dos militantes. A prioridade é o bem da Liga para continuar a batalha”, anunciou Bossi.

O até agora secretário-geral da Liga do Norte, que foi ministro das Reformas no Governo de Berlusconi, viu-se envolvido numa investigação às contas do partido e ao seu ex-tesoureiro, Fernando Belsito, que de acordo com a investigação usou fundos da Liga Norte para operações ilícitas no estrangeiro, viagens ou carros para os filhos de Bossi, Renzo e Riccardo.

A demissão foi apresentada durante uma reunião da cúpula da Liga Norte, partido populista que foi o principal aliado do Povo da Liberdade de Berlusconi no último mandato do antigo primeiro-ministro, de 2008 a Novembro de 2011.

Para além de Bossi, foram também implicados neste escândalo, desencadeado por uma investigação das procuradorias de Milão, Reggio Calábria e Nápoles, alguns membros da sua família e vários altos responsáveis do partido, acusados de desvio de fundos públicos.

Segundo testemunhos citados pela imprensa italiana, alguns membros da família de Bossi acediam aos fundos do partido para financiar viagens ou remodelações de casa. No âmbito deste processo estão também a ser investigados investimentos da Liga Norte na Tanzânia ou no Chipre de mais de 5 milhões de euros, os quais terão sido efectuados com a mediação de um homem de negócios, Stefano Bonet, e um consultor, Paolo Scala, adiantou a AFP.

Esta demissão segue-se à do tesoureiro do partido, Francesco Belsito, considerado um protegido de Bossi que já tinha deixado o cargo na terça-feira. Bossi negou ter usado fundos da Liga Norte em proveito próprio, mas as acusações efectuadas são as mais graves que foram apresentadas contra a Liga Norte, que tem protagonizado a oposição ao Governo de Mario Monti.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 168 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal