Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/04/2006 - Gazeta de Limeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Aposentada de 63 anos perde R$ 4 mil em “conto-do-vigário”

Por: Assis Cavalcante


Aplicado na modalidade de “golpe do bilhete premiado”, um novo caso de estelionato voltou a ocorrer no fim da manhã de sexta-feira na região central de Limeira. A vítima, uma aposentada de 63 anos, perdeu a quantia de R$ 4 mil.
Tudo teria começado quando ela caminhava pela Rua Capitão Manoel Ferraz de Camargo, Jardim Piratininga e foi abordada por um rapaz jovem, de cerca de 28 anos. Descrito como sendo branco e de estatura média, o desconhecido disse estar à procura de um parente.
Segundo ela, o tal parente poderia ajudá-lo a receber um prêmio de loteria que havia acabado de ganhar. Ele chegou a exibir o bilhete. Logo surgiu um outro homem - este, mais velho aparentando cerca de 65 anos, parcialmente calvo e obeso, bem vestido.
Este segundo personagem entrou na conversa e propôs ajudar o rapaz, orientando a idosa a fazer o mesmo. Embora a situação não tenha ficado bem clara no boletim de ocorrência registrado no plantão, ela receberia uma recompensa por participar da boa ação.
A vítima foi convencida a acompanhar o homem mais velho até a agência do Banco Itaú, onde realizou o saque de R$ 4 mil. O dinheiro foi colocado dentro de uma meia-calça e levado pela vítima até onde havia ficado o dono do suposto bilhete premiado.
Após uma série de procedimentos, os golpistas fizeram com que a vítima entregasse o embrulho contendo o dinheiro a um deles. Ela sentiu-se segura ao recebê-lo logo em seguida, mas ao verificar depois, viu que havia apenas vários papéis recortados.
Somente no início da noite é que resolveu procurar a polícia para registrar ocorrência sobre o crime. Como ela mantinha consigo o falso bilhete de loteria, o mais provável é que tenha sido induzida a comprá-lo, acreditando que levaria alguma vantagem.

VARIAÇÕES

O conto do bilhete premiado é um dos golpes mais aplicados. Há outras variações de estelionato também muito em uso que fazem vítimas pessoas que saem de agências bancárias, como aquele em que a vítima é induzida a aceitar uma recompensa.
Nesse caso, o golpista deixa cair algum objeto, como um pacote onde supostamente há muito dinheiro ou uma folha de cheque ou cartão magnético. O dono volta-se e oferece uma recompensa à vítima, mas acaba enganando-a e fugindo com seu dinheiro.
O delegado Mamede Jorge Rime, que atua no 1º DP afirma que o princípio para não cair nesse tipo de golpe é evitar conversar com estranhos, pois os golpistas são muito hábeis na arte de envolver as vítimas com a conversa. “Dinheiro não cai do céu”, disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 709 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal