Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/03/2012 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário ofereceu casa, carro e até salário de R$ 4,2 mil às vítimas

Por: Graziela Rezende


Casa própria, salário de R$ 4,2 mil e até carro de luxo para “assessorar” o futuro candidato. Esta foi à promessa do estelionatário a duas das quatro vítimas que compareceram a delegacia, na manhã desta quarta-feira (28), para fazer o reconhecimento de Brayan Correa Pulquério, 22 anos. Muito nervosa ao ver o suspeito, uma delas teve até ser acalmada pelo delegado Wellington de Oliveira, responsável pelas investigações.

Segundo a vítima S.A.T., 33 anos, o golpe de Brayan começou na sexta-feira (23), quando ele ligou para um diretório de partido político na Capital, para conversar com uma menina identificada apenas como Priscila, parente da vítima.

“Ele começou o papo como se fosse intimo da minha cunhada e disse estar precisando de uma assessora. Ela então respondeu que estaria trabalhando, mas que indicaria uma familiar que estava desempregada. Brayan deixou então dois telefones de contato e pediu para a pessoa retornar a ligação”, explica S.A.T.

Após o telefonema, segundo a vítima, Brayan pediu ainda mais uma candidata. “Ele disse que ia precisar de duas assessoras para cuidar da agenda dele e então marcou comigo uma entrevista para esta segunda-feira (26), na prefeitura. Foi neste momento que eu chamei a minha amiga J.B., 23 anos, para trabalhar comigo”, disse S.A.T.

Ao conhecer o estelionatário, a vítima conta que Brayan se apresentou como sendo estagiário. “Ele disse que o ‘Dr.’ que me empregaria estava ocupado e que conversaria comigo na terça-feira (27), dia no qual eu deveria comparecer com todos os meus documentos. Ontem, ele já chegou vestido de outra maneira e disse que não disse quem era para a gente não se aproveitar disso, já que ele era sobrinho do governador, utilizando o nome de Anderson Andrade Correia Puccinelli”, conta S.A.T.

As duas mulheres saíram com ele da prefeitura e se dirigiram até a Perkal. De lá ele disse que compraria dois veículos Chevrolet Cruze, avaliados em média R$ 70 mil e fizeram um Test Drive, das 9h às 16h.

“Nós percorremos duas universidades, a Governadoria e a Perkal. Ele nos prometeu uma casa da Emha (Empresa Municipal de Habitação), um salário de R$ 4,2 mil e até o carro. Como ele se dizia infiltrado em um mundo político, nós achávamos que não era difícil para ele conseguir. Até uma vaga no curso de Medicina ele falava que conseguiria, já que uma mão lava a outra”, disse S.A.T.

Segundo as vítimas, elas foram deixadas em frente a prefeitura por volta das 16h, minutos antes da Guarda Municipal avistá-lo e efetuar a prisão.

O taxista J.P.de M., 52 anos, também esteve frente ao estelionatário. Mais uma vez ele negou ter comprado um notebook e um celular no nome da vítima, o que fez a polícia sair em diligências com ele. O funcionário da Perkal também esteve na delegacia para depor ao delegado.

Segundo Wellington, o caso continua sendo investigado. "Oito vítimas já compareceram na delegacia e ainda é possível que mais gente apareça. É muito difícil encontrar alguém que te ofereça salário alto, carro e benefícios, sem que a pessoa desconfie de nada, então não devemos criar a oportunidade, mesmo que necessitando e acreditar na conversa de qualquer um”, alerta o delegado Oliveira. Luiz Alberto

Brayan Correa Pulquério, 22 anos usava até o nome do governador para impressionar as vítimas

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 499 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal