Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

30/03/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Federal prende suspeito de fraude no INSS em Caxias, MA

Documentos apontam fraude no valor de R$ 2.488, total de 50 benefícios. Investigações começaram o final do mês de novembro do ano passado.

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (30), na cidade de Caxias, um homem que coordenava uma quadrilha especializada em promover fraudes contra a Previdência Social. A prisão do suspeito foi resultado de investigações que tiveram início no final do mês de novembro do ano passado e culminaram na prisão de seis pessoas na última terça-feira (27). Na ocasião, foram presas três falsas beneficiárias, logo após o saque dos salários-maternidade e três intermediários que seriam responsáveis por levar as mulheres para realizar os saques.

O homem preso nesta sexta-feira (30), de acordo com investigações preliminares, era o responsável por organizar a documentação e realizar agendamentos para o saque dos salários-maternidade. Os documentos encontrados com ele indicam que apenas nos meses de fevereiro e março foram sacados cerca de 50 benefícios fraudulentos, no valor de R$ 2.488, cada.

As investigações apontam ainda que, a quadrilha era especializada em fraudar o salário-maternidade, há pelo menos dois anos. Outras informações apontam uqe o grupo aplicava outros golpes contra o INSS, fraudando outros tipos de benefícios.

Registros

Somente nos três primeiros meses de 2012, a Delegacia de Polícia Federal da cidade de Caxias prendeu 18 pessoas envolvidas em fraudes contra a Previdência Social.

Os presos serão indiciados nos crimes de formação de quadrilha, estelionato-previdenciário, falsificação de documentos públicos e uso de documento público falso. As penas somadas podem chegar a 22 anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 142 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal