Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/03/2012 - Jornal de Itupeva Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do falso sequestro volta a ser aplicado em Itatiba


Nova onda de falsos sequestros, comunicados por telefone a parentes de supostas vítimas, está acontecendo em Itatiba. Além do pedido de dinheiro, os criminosos fazem uma ‘tortura psicológica’, causando desespero nas pessoas.

Em menos de uma semana, foram três casos registrados na delegacia da cidade. Em um deles, na manhã de anteontem, o bandido exigiu que a vítima depositasse R$ 1 mil, senão mataria sua filha.

Segundo informou à polícia, a pessoa disse que chegou a ouvir gritos e vozes, que pareciam ser de sua parente. Desconfiada, a vítima foi até o trabalho da jovem, antes de depositar o valor solicitado, e confirmou que nada estava acontecendo.
Em outro caso, também registrado nesta segunda-feira, a vítima chegou a realizar transferência para a conta dos bandidos. O valor não foi divulgado.

Artimanhas

Existem inúmeras artimanhas que os bandidos utilizam para convencer as vítimas. Como nos casos ocorridos em Itatiba, o criminoso diz que foi contratado por um inimigo da pessoa para sequestrá-la e matá-la. Em seguida, diz que, mediante pagamento de determinada quantia, pode contar-lhe quem é o mandante do crime.

Há casos ainda em que o bandido se passa por bombeiro ou policial rodoviário. Depois de ‘informar’ a vítima sobre um acidente, sugere que uma das pessoas ‘gravemente machucadas’ pode ser seu parente.

O golpista aproveita-se do nervosismo de seu interlocutor para extrair dele informações como nome e características de um filho ou cônjuge, que esteja na rua naquela hora. Nesse momento, o bombeiro se transforma em sequestrador e passa a ameaçar a vítima.

Em outro golpe, ao atender ao telefone, normalmente de madrugada, a pessoa ouve uma voz chorosa pedindo socorro. “Mãe (ou pai), eles me pegaram”, diz alguém do bando. Em geral, a pessoa, na tentativa de se certificar se é seu filho que está falando, acaba revelando seu nome. Imediatamente, o bandido entra na linha e anuncia o sequestro.

Muitos pagam

Embora as histórias inventadas pelos bandidos possam não ser dignas de se acreditar, muitas pessoas são enganadas por eles. Estudo feito pelo Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), em conjunto com a Coordenadoria de Análise e Planejamento da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), mostra que 20,5% das vítimas abordadas pelos golpistas acreditam na história dos bandidos e pagam o resgate. Depois, descobrem que não houve o crime.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 142 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal