Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/03/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Atestado médico digital deve reduzir fraudes que afetam empresas

Documento vai estar acessível a partir de segunda-feira, no site da APM. Empresas também vão poder consultar emissão do atestado digital.

A utilização de atestados médicos digitais, que começam a ser emitidos na segunda-feira (2), vai reduzir os casos de fraudes no sistema de saúde. Os atestados irregulares, que permitem ao trabalhador justificar as faltas ao trabalho, também atrapalha a produtividade das empresas. O atestado digital estará disponível para os médicos no site da Associação Paulista de Medicina (APM).

O objetivo da entidade é dificultar as fraudes no sistema de saúde, uma vez que, quando for emitido, o atestado gera um número que vai ser único para cada documento. As empresas também poderão consultar os atestados no site da APM, para confirmar as informações.

Uma fábrica de equipamentos para a indústria aeronáutica e de petróleo tem 300 funcionários e, segundo gerente de processo e qualidade, Edson Silva, a entrega de atestados médicos é frequente e atrapalha a produtividade. A empresa já recebeu atestados com rasuras no período de afastamento e se deparou com outros problemas também, como o de funcionários que reclamaram de dor de cabeça e apresentaram atestado indicando problema no estômago. Segundo o gerente, na empresa são computadas cerca de mil horas perdidas por mês, sendo que 80% delas são concedidas mediante atestado médico.

Os médicos também podem ser vítimas dos próprios pacientes quando se trata de atestado. Foi o que aconteceu com o cirurgião de cabeça e pescoço Antonio Gomes de Souza, de Campinas, que teve um atestado falsificado em seu nome, que permitiu a um trabalhador ficar 90 dias afastado do emprego. O médico, há 21 anos na profissão, acredita que o atestado digital é uma ferramenta importante, mas não é 100% seguro.

O Conselho Regional de Medicina (CRM) é a entidade responsável por investigar a emissão de atestado falsos, mas somente quando recebe uma denúncia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 187 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal