Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/03/2012 - Agência Pará de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil prende estelionatário em Uruará

Por: Walrimar Santos


Está preso em Uruará, sudoeste do Estado, em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário local, Elizário Luís Hop, 49 anos, acusado de crime de estelionato na região da Transamazônica. A prisão dele foi divulgada nesta quinta-feira, 29. O mandado foi expedido no último dia 21 pelo juiz titular da Comarca de Rurópolis, Gláucio Arthur Assad, que também responde pela Comarca de Uruará. Elizário é acusado de passar cheques sem fundo com valores altos de até R$ 12 mil. Ele alugava imóveis, porém não pagava o valor do aluguel e aplicava outros tipos de calotes, como informou o delegado Godofredo Martins Borges.

A primeira denúncia contra Elizário foi formulada por um empresário, em outubro de 2011. Nos meses seguintes surgiram outras vítimas do golpista. As denúncias levaram o delegado Manoel do Espírito Santo que, na época respondia pela Delegacia de Uruará, a soliciatar ao juiz da Comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Pedrassoli, a prisão preventiva do acusado. "Pelo menos 12 empresários da região foram lesados pelo estelionatário", informou o delegado. O acusado foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil em Uruará, onde permanece recolhido à disposição da Justiça.

A prisão do golpista é resultado de uma série de ações de repressão ao crime na região realizadas em parceria pelas Polícias Civil e Militar. No último dia 18, durante a operação denominada "Kadron, Não Durma Com Esse Barulho", foram apreendidas 23 motocicletas com descargas adulteradas. A ação teve por objetivo a contenção do tráfico de drogas, a identificação de veículos roubados e a retirada de motos barulhentas do trânsito. Os condutores das motos foram indiciados por crime ambiental. Os veículos foram recolhidos ao pátio da Delegacia de Polícia Civil.

Os condutores ficaram de retirar o veículo da Delegacia assim que apresentassem documentação comprovando a propriedade dos veículos e também providenciassem a recolocação da descarga original. "Aqueles que forem reicidentes, não poderão retirar o veículo. Todos os procedimento foram enviados ao Fórum", informou o delegado Godofredo Borges. Ao todo, 10 policiais participaram da operação nas ruas e avenidas de Uruará. A Polícia Civil investiga se, entre as motos apreendidas, há alguma roubada. De acordo com o delegado, o foco principal da operação são as motocicletas com descargas alteradas. "As Polícias não podem ficar omissas com o que vem acontecendo no trânsito de Uruará", salientou. Ainda, de acordo com o delegado, a operação terá continuidade nos próximos dias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 149 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal