Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/03/2012 - Estado Atual / Jornal O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe em Ouro Branco

Por: Ana Clara Otoni

Jovens de classe média alta que aplicavam golpes online em seis estados são presos em Ouro Branco.

De motos importadas, móveis, equipamentos eletrônicos até comida eram comprados pela quadrilha usando dados falsos e furtados dos bancos das operadoras de cartões de crédito

Quatro jovens de classe média alta foram presos em Ouro Branco, na região Central do Estado, por aplicarem golpes em pessoas de pelo menos seis estados, operadoras de cartões de crédito e várias empresas do país. Foram precisos três meses de investigações, para que a Polícia Civil chegasse aos nomes dos golpistas, que têm de 20 a 28 anos de idade, e que foram presos na última sexta-feira (23). Eles compravam desde motos importadas até gêneros alimentícios usando cartões de crédito de terceiros. O inspetor Dionísio Nogueira contou nesta terça-feira (27)que ainda há outras pessoas envolvidas no esquema e que estão sendo investigadas.

A quadrilha montou um laboratório de informática em uma casa alugada em um bairro nobre de Ouro Branco, chamado Pioneiros, apenas para praticar os crimes financeiros. Eles tinham três linhas de ação: usam dados furtados dos bancos de dados de operadoras de cartões de crédito para fazer compras na internet; criavam nomes e dados fictícios para fazer compras online e criaram uma empresa de prestação de serviços de fachada - que emitia boletos de cobranças que eram encaminhados a outras empresas. “Para receber por esses boletos eles desviavam o dinheiro da conta de terceiros, que não sabiam do golpe, e efetuavam o pagamento da cobrança em contas correntes de uma quarta pessoa localizada em outro estado”, explica o investigador Nogueira.

De acordo com ele, o quarto elemento da transação era sempre uma pessoa diferente, algumas delas foram identificadas e estão sendo investigadas, já que há a suspeita de que algumas delas sabiam do golpe e eram comparsas dos golpistas. Uma dessas pessoas é natural do Maranhão e foi presa na última sexta-feira (23) em Ouro Branco, junto com outros três integrantes da quadrilha. Dois deles estavam no laboratório de informática montado na casa alugada quando foram abordados pelos policiais civis. “Eles estavam fazendo compras e desviando dinheiro das contas para pagar os boletos quando ocorreu a ação”, contou o investigador. A outra dupla foi presa na agência dos Correios da cidade, eles estavam efetuando a retirada de produtos comprados nas transações online.

O prejuízo que o grupo deu às suas vítimas ainda não pode ser calculado, já que as investigações ainda estão sendo feitas. Mas, segundo o inspetor, duas motocicletas importadas que foram compradas pelos golpistas estão avaliadas em R$ 80 mil. “Eles compravam de tudo, desde motos importadas, aparelhos de informática, roupas, calçados, móveis, celulares até gêneros alimentícios”, disse o inspetor. Além das prisões, vários equipamentos foram apreendidos. "Foi tanta coisa que, quatro dias depois das prisões ainda não conseguimos fazer a relação de todos os itens apreendidos", destaca.

A coordenação dos trabalhos em Minas Gerais está sendo conduzida pelo delegado Marcelo Fonseca, de Ouro Branco. Policiais civis do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Bahia e Maranhão também estão envolvidas nas investigações. Para preservar a apuração dos crimes, os nomes dos homens presos, das empresas vítimas da quadrilha e da empresa criada por eles não foram divulgados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1144 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal