Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

26/03/2012 - Portal Exame / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Banco de Elizabeth II é multado por lavagem de dinheiro

Coutts & Co foi punido em R$ 25,25 milhões por não ter adotado medidas para prevenir essa prática ilegal.

Londres - Coutts & Co, o banco privado utilizado pela rainha Elizabeth II, foi multado nesta segunda-feira pelo equivalente a R$ 25,25 milhões pelo regulador bancário do Reino Unido por não ter adotado medidas para prevenir a lavagem de dinheiro.

Como revelou nesta segunda-feira a Financial Services Authority (FSA, na sigla em inglês), essa entidade, que pertence ao Royal Bank of Scotland (RBS), não adotou as precauções necessárias para evitar esse tipo de operações com clientes considerados de alto risco.

A FSA considerou que, de maneira rotineira, a Coutts & Co não guardou informações cruciais sobre clientes 'politicamente expostos' nem sobre a origem de seus recursos, e não supervisionou de forma adequada suas transações.

Conforme relatório regulador bancário, as supostas violações da legislação britânica foram cometidas entre 2007 e 2010, quando foram descobertas, o que gerou a maior multa já aplicada pela FSA relacionada à lavagem de dinheiro.

Tracey McDermott, responsável pela divisão da FSA que investiga possíveis infrações financeiras, tachou as falhas judiciais cometidas pelo banco Coutts de 'significativas e inaceitáveis'.

'O comportamento do banco esteve muito abaixo dos padrões esperados e a magnitude da sanção econômica demonstra como vemos essas decisões judiciais', apontou McDermott em comunicado.

Por sua vez, o executivo-chefe da divisão de patrimônio do RBS, Rory Tapner, declarou que o Royal Bank of Scotland se sente 'decepcionado pelo fato de o Coutts & Co não ter completado com os padrões da FSA na hora de estabelecer e manter controles efetivos com relação aos clientes de alto risco'.

O Coutts & Co, cuja reputação como entidade privada conservadora e tradicional foi danificada desde a crise financeira, declarou que não viu nenhuma evidência de que tenha realizado operações de lavagem de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 156 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal