Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

27/03/2012 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla burlava SNS com vinhetas falsas

Por: Catarina Gomes Sousa

Justiça: Compravam medicamentos comparticipados.

Falsificavam receitas e vinhetas médicas para comprar os medicamentos que pretendiam, aproveitando a comparticipação do Estado. Mais tarde, vendiam os remédios a um preço inferior ao de mercado.

O esquema fraudulento, que lesou o Sistema Nacional de Saúde (SNS) em vários milhares de euros, foi descoberto pela PJ do Porto. Os dois burlões, um delegado de informação médica no desemprego, de 46 anos, e um reformado, de 63, foram apanhados em flagrante na sexta-feira, quando tentavam aviar uma receita de mais de 2400 euros. A dupla, que actuava principalmente na região Norte do País, fazia-se passar por titular das receitas falsas, com as quais adquiria medicamentos caros, mas comparticipados. Depois, colocava os remédios à venda, para assim obter lucro. As vinhetas médicas também eram falsificadas. Os burlões foram presentes a juiz de instrução e, até ao fecho da edição, não foi possível apurar as medidas de coacção aplicadas.

PROVAS DOS CRIMES FORAM APREENDIDAS

Durante a operação da Polícia Judiciária que permitiu apanhar os dois burlões, foram também apreendidos dois automóveis, dinheiro e material informático. As autoridades encontraram ainda inúmeras receitas médicas falsificadas, que foram confiscadas.

Como um dos detidos trabalhou como delegado de informação médica, conhecia os procedimentos normais de compra e venda de medicamentos, o que lhe permitiu contornar a lei. Além disso, o homem teria acesso facilitado a receitas e vinhetas médicas, que depois falsificava, juntamente com o cúmplice. Os burlões não têm antecedentes criminais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 246 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal