Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

27/03/2012 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa jovem que dava golpes com uso de cartões de crédito

Por: Marcelo Roma

Tatiane Miranda Oliveira, 23 anos, é acusada de estelionato.

O estilo não é de uma criminosa comum. Ela é jovem, bonita, veste-se bem e já viajou para o exterior. A promotora de eventos Tatiane Miranda Oliveira, 23 anos, foi presa ontem em sua casa, em Salto, acusada de estelionato. Usava cartões de banco, inclusive em nome de outras pessoas. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba cumpriram mandado e apreenderam 45 cartões de crédito e de débito, além de 13 celulares, dois notebooks e um caderno com cadastro de nomes.

Tatiane trabalhou em uma empresa terceirizada que prestava serviço ao Banco do Brasil, no setor de empréstimos, segundo o delegado Acácio Aparecido Leite. Nesse trabalho ela conheceu como funciona o sistema bancário e é possível que isso tenha facilitado para a aplicação dos golpes. Conforme o delegado, os cartões chegavam pelos Correios na casa de Tatiane, no Jardim Três Marias, e ela assinava mesmo quando a correspondência não vinha em seu nome. Tatiane foi presa ontem de manhã, logo depois de atender um carteiro.

Em fotos, Tatiane aparece em lugares turísticos da Espanha, com amigos. Ela disse que viajou por causa de um curso de intercâmbio, mas negou que pagou com dinheiro obtido em estelionato. Tatiane não quis falar com repórteres na delegacia e chorou. Com ela, a polícia apreendeu um Chevrolet Agile, que ela comprou financiado. O carro está com sete prestações atrasadas.

Os cartões são de dois bancos, diz o delegado. Tatiane fazia a maior parte das compras pela internet, mas também pessoalmente em lojas da região. Os cartões recolhidos estão em seu nome e de mais cinco pessoas. As compras eram de computadores, celulares, roupas, sapatos e viagens. Leite acredita que a acusada tenha ajuda de mais pessoas para aplicar os golpes. Seriam pelo menos duas, uma para revender as mercadorias obtidas pelo estelionato e outra para o recebimento dos cartões.

A investigação sobre os golpes prossegue, diz o delegado da DIG. As pessoas cujos nomes constam nos cartões devem ser chamadas a fim de verificar se têm alguma participação no crime ou se são vítimas. A letra de Tatiane será analisada em exame grafotécnico, para comparação com papéis e documentos apreendidos.

Para o delegado, as vantagens que a acusada obtinha facilmente motivou-a a continuar aplicando os golpes. Ela está presa na Cadeia Feminina de Votorantim.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal