Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/09/2007 - JM News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo de estelionatários é desmantelado em Irati


Desde julho de 2007 eles vinham agindo na região. A quadrilha se deslocava de Irati até localidades de Palmeira. O alvo do grupo eram proprietários de motocicletas que estavam em desacordo com a lei. Em julho desse ano recolheram três motos na localidade de Rincão do Cocho, em Palmeira. Na data eles usavam um veículo Kadet, um deles vestido com farda militar e outros dois usavam crachás de oficiais de Justiça. Mostravam papéis, sem deixar que as vítimas lessem e nem ficassem com uma cópia do suposto documento. A partir daí a Polícia Civil de Palmeira deu início às investigações e identificou, apenas, que o proprietário do veículo Kadet se chamava Reinaldo, mas já teria negociado o carro.
Denúncias dos moradores das localidades de Guaraúna das Tocas e Guaraúna dos Borges, também em Palmeira, chegaram, na sexta-feira, à Agência Local de Inteligência (ALI-P2) de que os elementos teriam empreitado em nova ação criminosa. Os policiais seguiram em diligências e localizaram os elementos em Irati. Desta vez eles usaram um veículo Gol e recolheram mais três motocicletas, e agiram com o mesmo modo operante.
As motos recolhidas pela quadrilha seriam veículos baixados no Departamento de Trânsito (Detran), revendidos em leilões oficiais para desmanche e continuavam circulando irregularmente, outras com impostos atrasados. O aparato que dava credibilidade ao bando eram os crachás com nomes falsos e emblemas copiados da Internet e, também, a farda de um dos envolvidos. Em Irati eles foram presos pela P2. As motocicletas e o veículo Gol foram apreendidos na residência de Reinaldo dos Santos Barros, de 26 anos, onde os policiais encontraram, também, três armas, sendo dois revólveres calibre 38 e uma pistola .40.
Também foram presos Luciano da Fonseca, 27 anos, e o policial militar Mário Augusto Mirkoski, 29 anos, do Batalhão de Polícia de Guarda, de Curitiba. Eles foram autuados em flagrante pela delegada de Palmeira, Valéria Padovani e responderão, presos, por porte ilegal de arma de fogo, extorsão, falsidade ideológica, falsificação de documentos, usurpação da função pública e formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 771 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal