Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/03/2012 - Diário do Vale Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário é preso com carro clonado em Volta Redonda


O empresário do ramo de informática Ricardo Jordão Jasmim, de 33 anos, foi preso hoje por policiais civis. Ele foi indiciado pelo delegado titular da 93ª DP, Antônio Furtado, por receptação e uso de documentos falsos. Segundo a polícia, o empresário estava com um Honda Civic, clonado de um outro Honda Civic, de propriedade de Hélio Diedrich, que mora em Teotônia, no Rio Grande do Sul. Ele vinha recebendo naquela cidade gaúcha multas aplicadas em Volta Redonda.

- Só que uma das multas que Hélio recebeu na cidade em que ele mora estava assinada por Ricardo, e constava ainda o número de sua carteira de identidade. Na segunda-feira, o delegado Márcio Leandro Figueiroa recebeu um telefonema do delegado de Teotônia, informando sobre a possibilidade de que um Honda Civic clonado estaria circulando em Volta Redonda. A partir daí, eu e Figueiroa fizemos uma consulta e localizamos Ricardo - explicou o delegado.

O suspeito recebeu voz de prisão quando chegava no Honda Civic, de placa JDM-9990 (Votuporanga-SP), em sua loja na Rua 2, no bairro Conforto. Ainda de acordo com a polícia, a placa do outro Honda Civic, do Rio Grande do Sul, também tinha a mesma alfa e numeração, apenas ostentava a cidade de Teotônia, ou seja, JDM-9990 (Teotônia-RS).

Além disso, os policiais constataram que o documento CRLV exercício 2011 que Ricardo Jordão apresentou estava adulterado. Segundo Furtado, era visível que a sigla RS que estava no documento foi apagada e substituída pela sigla SP.

Já pela numeração do motor, os policiais descobriram que o veículo que estava com o empresário foi roubado em 31 de janeiro de 2009, na cidade de Canoas, também no Rio Grande do Sul, e emplacado em Votuporanga, em São Paulo.

- A impressão no documento é muito mais forte do que o nome do Detran (Departamento de Trânsito), que aparece ao lado. Já a constatação de que o carro foi furtado se deu pelo número do chassi - explicou Furtado.

O empresário disse que comprou o carro por R$ 40 mil de um particular na cidade de Rio Claro (SP) e que não sabia que o veículo era produto de crime. Furtado informou que quando Ricardo Jordão foi abordado perto da loja dele demonstrou nervosismo.

O policial afirmou que não se tem prova de que o empresário comprou o carro na cidade do interior paulista.

- Ele diz isso, mas não tem prova nenhuma. Além do mais, não procurou regularizar o veículo em seu nome, obviamente porque não passaria - comentou o delegado.

O Honda Civic clonado ficou apreendido na delegacia de Volta Redonda. Segundo o delegado, Ricardo Jordão seria transferido para a Casa de Custódia de Volta Redonda.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 337 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal