Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

19/03/2012 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ganhava dinheiro com doença de filho que abandonou

Por: Magaléa Mazziotti


Sem qualquer escrúpulo, Celso Luiz Marques, 38 anos, pai de uma criança gravemente doente, decidiu fazer da desgraça do filho a sua fonte de renda, nos últimos cinco anos. Ele só não contava que iria parar atrás das grades, o que aconteceu sábado, no Tatuquara, após três meses de investigação de policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC).

De acordo com o delegado Cassiano Aufiero, a mãe da criança denunciou o caso. A criança sofre de hemangioma cerebral, uma espécie de câncer. "Ele abandonou mãe e filho antes de o bebê completar um ano de vida, há sete anos. Quando teve a ideia de fazer do filho doente uma fonte de renda, chegou a oferecer participação nisso para a ex-mulher, que repudiou a oferta", contou Aufiero.

Mesmo sem apoio, Celso deu sequência ao negócio e, para sensibilizar as pessoas, apresentava uma série de laudos de hospitais e fotos do filho ainda bebê. Agia em lugares com grande fluxo de pessoas, como ônibus e semáforos. Também estendia os pedidos de ajuda por meio de caixas de sapato com fotos da criança, que eram deixadas em vários estabelecimentos comerciais. "Certa vez, ele abordou sem saber um pediatra, que conhecia o caso do filho dele e o criticou pela exploração", disse o delegado. "Solicitamos às pessoas enganadas por ele que compareçam à delegacia, a fim de que ele responda por todos os golpes".

Lábia

A habilidade de Celso em envolver as pessoas era tão grande que chegou a arrecadar até R$ 300 em uma abordagem. "É difícil precisar o valor arrecadado, acredito que pelo menos R$ 5 mil no mês", aponta Aufiero. Celso deve responder por estelionato, abandono de incapaz, exposição de criança à situação vexatória e furto. "Quando ele foi preso, no Tatuquara, surgiram denúncias que ele havia furtado um celular na região", acrescentou Aufiero.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 133 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal