Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

17/03/2012 - Jornal Dia a Dia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia pede bloqueio de contas correntes usadas por estelionatários

A Polícia Civil identificou 12 contas bancárias utilizadas nos golpes do carro estragado e de promoção de televisão.

A Polícia Civil pediu o bloqueio de 12 contas correntes que estão sendo utilizadas por estelionatários que aplicam os golpes do carro estragado e da promoção de uma emissora de televisão. Dessas contas, a maioria, sete, é da Caixa Econômica Federal e as demais de outros bancos.

O delegado responsável pelas investigações desses golpes, Valmir Messias de Moura Fé, disse que além de mandar bloquear as contas, foram pedidos à Justiça a quebra de sigilo de informações bancárias e de linhas telefônicas. “O bloqueio é feito diretamente pelo banco. O sigilo é pedido á Justiça. Pedi os extratos dos últimos dois anos”.

O delegado explica que estão em investigação 12 casos de estelionatos ocorridos desde o ano passado. “A maioria é do carro. Somente dois são do SBT”, diz Moura Fé referindo-se aos casos em que os golpistas utilizam o nome da emissora.

Conforme o delegado, a maioria das ligações partem do município de Aparecida de Goiânia, Goiás, e as contas correntes informadas pelos estelionatários às vítimas para depósito de dinheiro também são da mesma cidade.

A Polícia Civil suspeita que os golpes estão sendo aplicados por uma quadrilha especializada no crime e não descarta que, apesar das ligações partirem de Goiás, há envolvidos em Campo Grande que seriam responsáveis por ‘selecionar’ as vítimas.

A maioria das vítimas é mulher que tem sobrinhos e/ou já é avó. Na manhã desta sexta-feira, por pouco a quadrilha não emplacou mais um golpe. A mulher só não depositou o dinheiro porque foi orientada pelo gerente do banco onde sacou R$ 1,5 mil a procurar a Polícia pois poderia não ser verdade a situação relatada ao telefone.

A mulher foi até a delegacia e só depois de conversar com o delegado é que constatou que era falsa a informação de que seu parente estava com carro quebrado na estrada e precisava da quantia que havia sacado.

Orientação - O delegado explica que é fundamental que as pessoas estejam atentas a todas as ligações que receberem e não informar dados sobre parentes a quem não conhecem.

E, se o interlocutor fala o nome do parente, ligar para a pessoa e confirmar a informação antes de tomar qualquer atitude. Também é fundamental registrar a ocorrência, mesmo que não tenha cedido ao golpe.

Os golpes - O estelionatário liga, se identifica como parente - geralmente sobrinho ou neto- e fala que durante viagem à cidade da pessoa, o carro quebrou e precisa de dinheiro para fazer o conserto.

Muitas vezes coloca até outro homem na linha se passando por mecânico e com isso faz o golpe ficar mais verídico. A pessoa acredita e então deposita o dinheiro em uma conta e só depois descobre que foi vítima de estelionatários.

No caso da promoção do SBT, através de mensagem ou em telefonema, a vítima é avisada que ganhou prêmios, mas, para recebe-los precisa ligar para um número de telefone. A pessoa liga e então é informada que deve depositar uma quantia em dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 224 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal