Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

17/03/2012 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é presa com R$ 600 mil falsificados

Por: Emerson Rodrigues

O bando procurou um empresário e ofereceu R$ 300 mil para que ele ´lavasse´ dinheiro que seria oriundo de Brasília.

Quatro homens foram presos na tarde de ontem, em Fortaleza, quando tentavam aplicar um golpe em um empresário do ramo de postos de combustíveis. Vestindo terno e gravata e afirmando serem lobistas de Brasília procurando uma empresa cearense para ´lavar´ dinheiro oriundo de negociações ilegais, os golpistas foram detidos em uma churrascaria situada na Avenida Eduardo Girão, com uma mala contendo R$ 600 mil em notas falsas.

A operação, desencadeada pelo Departamento de Inteligência Policial (DIP) contou ainda com a participação de inspetores da Divisão Anti-Sequestro (DAS), da Polícia Civil, e desarticulou a quadrilha interestadual especializada em golpes como o da ´viola´, quando dinheiro falso é trocado por verdadeiro, sob alegação de ´lavagem de dinheiro´.

Segundo a Polícia, o empresário foi procurado por um representante da quadrilha em Fortaleza para supostamente depositar na conta da empresa a quantia de R$ 600 mil. Em troca do ´favor´ receberia metade do dinheiro. A vítima relatou aos policiais que, ao indagar sobre a origem do dinheiro, foi informada de que era dinheiro de transações financeiras realizadas na capital federal e que o dinheiro precisaria ser ´lavado´.

Desconfiado de que estava sendo vítima de um golpe, o empresário procurou o diretor do DIP, delegado Francisco Crisóstomo, e informou sobre o caso. Há uma semana, os inspetores da Inteligência iniciaram a investigação e identificaram os acusados de integrar o bando.

Pernambucano

Segundo a Polícia, os taxistas Paulo Sérgio Silva do Nascimento, 44; e Valdízio Silva de Oliveira, 34; eram os responsáveis por localizar, escolher e fazer o contato com as vítimas. Em seguida, o pernambucano e chefe da quadrilha, Sebastião Pinto da Costa, 71; e Marcos Silva Alves, 49, os "homens do dinheiro" e mentores da fraude, apareciam na trama criminosa.

Na tarde de ontem, foi marcado o encontro para finalizar a transação. Sem saber que estavam na mira dos policiais civis, os acusados chegaram na churrascaria com a mala de dinheiro falso. Os policiais aguardaram o momento exato para dar voz de prisão aos acusados.

Os quatro homens foram levados para a sede do DIP, na Delegacia Geral de Polícia Civil e autuados em flagrante por formação de quadrilha, pela delegada Sâmia Rios.

O delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), esteve na sede do DIP e ressaltou o "trabalho incansável" dos inspetores do DIP.

Segundo Jaime Linhares, a maior dificuldade em prender os acusados desse tipo de golpe ocorre, porque, na maioria das vezes, eles são oriundos de outros Estados. "Ele aparecem, aplicam o golpe e fogem sem deixar pistas", afirmou.

De acordo com o titular da DDF, nesse caso, a Polícia contou com a ajuda do empresário, que desconfiou que a origem do dinheiro não era lícita e procurou a Polícia. "Emuitos casos, tentando obter vantagens e dinheiro fácil, algumas pessoas caem nesses tipo de golpe, mas acabam sendo autuadas também como cúmplices dos fraudadores", alertou o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 642 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal