Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/03/2012 - Portal Correio Centro Oeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Funcionária suspeita de fraude tinha R$600 mil em conta bancária, diz MP

Segundo investigação, ela recebia propina para favorecer empresas. Ela cuidava das licitações no município desde o ano de 2005.

A funcionária da Prefeitura de Ouro Fino, no Sul de Minas, que foi presa na noite desta terça-feira (13) por suspeita de fraudes em licitações e crimes contra a administração pública, teria quase R$ 600 mil em dinheiro em uma conta bancária com o CPF de outra pessoa. Segundo o Ministério Público, a servidora receberia propina para favorecer empresas em licitações. O dinheiro foi bloqueado pela Justiça.

Conforme a investigação do MP, a mulher era responsável pelas licitações na prefeitura desde 2005. Ela foi afastada do cargo em fevereiro, por determinação da Justiça. Desta vez, ela teve a prisão preventiva decretada. Na casa dela, a polícia encontrou R$ 28 mil em dinheiro, um talão de receitas médicas, além de um carimbo médico. Outros 16 celulares ainda foram encontrados.

Atualmente a mulher ocupava o cago de assessora de planejamento, mas o MP acredita que ela ainda cuidava das licitações. Na sala dele, policiais que cumpriraram o mandado de busca e apreensão recolheram dezenas de processos de licitação e computadores. Em uma gaveta também foram encontrados carimbos de algumas empresas que concorriam nos processos.

Em contato com a reportagem do G1, o Ministério Público informou que não vai divulgar mais informações porque o processo corre em sigilo. A prefeitura também informou através do procurador geral do município, Ivan Almeida, que só vai se pronunciar depois que for notificada oficialmente. O G1 também entrou em contato com a advogada da servidora sob suspeita, mas até esta publicação, ela não retornou as ligações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal