Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/03/2012 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Condenado a quatro anos de prisão por auxílio à imigração ilegal


Um cidadão estrangeiro foi condenado a quatro anos e dois meses de prisão efectiva pela prática dos crimes de auxílio à imigração legal e falsificação ou contrafacção de documentos, divulgou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que investigou o caso.

A pena foi aplicada por um colectivo de juízes das Varas Criminais de Lisboa, que deu como provada a actividade criminosa desenvolvida pelo arguido, durante os anos de 2007 a 2009.

Segundo o SEF, o cidadão estrageiros, coadjuvado por três outros também de nacionalidade estrangeira, montou um esquema ardiloso que possibilitou a legalização fraudulenta de centenas de imigrantes em Portugal, os quais eram transportados por esta rede desde vários países da Europa até território nacional.

Uma vez em Portugal, eram auxiliados na permanência e legalização durante o período estritamente necessário à obtenção de documentação (autorizações de residência), regressando posteriormente aos países onde habitualmente se encontravam.

O tribunal deu como provado que o arguido falsificou e vendeu a centenas de imigrantes documentação falsa que serviu para criar a convicção junto do SEF, assim como de diversos organismos públicos (Finanças, Segurança Social, Juntas de Freguesia, entre outros) que os requerentes de documentação residiam em Portugal, quando, na verdade, estavam num qualquer outro país europeu.

O arguido encontrava-se em prisão preventiva desde o início de 2011, altura que foi localizado e detido em Lisboa, após ter-se ausentado de Portugal no seguimento de buscas judiciais efetuadas ao seu domicílio em 2009.

Para os restantes arguidos, que já não se encontram em Portugal foram extraídas certidões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 116 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal