Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/03/2012 - paraiba.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso corretor de imóveis é preso pela polícia dentro de uma agência do Banco do Brasil


Um falso corretor de imóveis vinha aplicando golpes na cidade e vendendo imóveis sem autorização do Creci-Pb, mas a ele acabou preso pela Polícia Civil da Paraíba na manhã desta quinta-feira (Dia 15). Sirio Henrique Dias de Almeida Costa, acusado de estelionato, se passava por corretor de imóveis e vendia casas e apartamentos.

O delegado Gustavo Santos Carletto, da Delegacia de Defraudações de João Pessoa, disse que Sirio agia junto com Ronaldo de Aragão Costa, que se passava por seu motorista e outra pessoa está sendo investigada pela polícia.

A prisão aconteceu dentro aa agência do Banco do Brasil da Avenida Epitácio Pessoa, na Capital. Além do delegado, dois agentes da polícia civil e quatro funcionários do Creci-PB participaram da ação. Os acusados foram levados à Central de Polícia.

Duas vítimas do conhecido 'conto do vigário' já prestaram queixa na delegacia e afirmaram que foram lesadas em mais de R$ 20 mil. A farsa foi descoberta quando uma delas foi à Caixa Econômica Federal e viu que não existia nenhum imóvel em seu nome.

Ainda segundo o delegado, Sirio Henrique, que já possui três processos judiciais por crimes de golpes contra o patrimônio público, deve responder pelo crime de estelionato. Apesar do crime ter sido descoberto, Sírio não vai ficar preso porque o golpe foi dado há um mês e não caracteriza flagrante.

O delegado Gustavo Carletto acredita que outras pessoas também foram vítimas do estelionatário. Ele lembra que, quem quiser denunciar, pode ligar para o Disque-Denúncia, através do 197, ou diretamente para a Delegacia de Defraudações de João Pessoa, através do número 3218-5333.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal