Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

14/03/2012 - TVI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Iraque: governantes apresentam certificados falsos

Ministros, vice-ministros e importantes legisladores poderão ter apresentado documentos falsos para obter postos de trabalho.

Milhares de iraquianos em protesto nas ruas «Dia da Raiva» no Iraque faz pelo menos 5 mortos O Parlamento iraquiano está a investigar 20 mil funcionários públicos que terão usado vários certificados falsos para obter os seus postos de trabalho, disse no domingo Layla Hassan, legisladora no parlamento iraquiano.

Layla Hassan que pertence também ao painel de investigação, do Governo iraquiano, referiu ao «Usa Today» que vários ministros, vice-ministros e importantes legisladores podem estar entre os membros que falsificaram creditações para obter os postos de trabalho.

«Algumas pessoas que possuem certificados de educação falsificados são altos funcionários do Governo actual e do anterior», afirmou Layla Hassan que não aponta nomes até que a investigação seja concluída e que diz ainda que «essas pessoas não devem de ser perdoadas, porque senão os outros vão fazer o mesmo, no futuro».

As revelações sobre a falsificação dos documentos podem levar a que os iraquianos fiquem mais irados pela frustração perante os serviços públicos de má qualidade e contra a corrupção e o desemprego que levaram a dezenas de protestos em todo o país nas últimas semanas.

O mercado negro da falsificação de documentos no Iraque, nos últimos anos tem sido bastante concorrido devido à taxa de 15 por cento de desemprego.

Bagdá Hadi Jalo, analista político, referiu ao «Usa Today» que «o uso de documentos falsos tem um efeito devastador no país, pois significa que o trabalho está a ser executado por pessoas ineficientes e até analfabetos» e disse que a crescente falsificação aconteceu devido aos ataques dos Estados Unidos, em 2003, visto que durante o Governo de Saddam existiam sanções fatais impostas aos criminosos.

O custo das falsificações varia entre cerca dos mil euros para diplmas de ensino médio e os cinco mil euros para diplomas de doutorados, disse um falsificador de documentos residente no bairro de Sadr City que referiu ainda que os falsificadores estão protegidos por polícias e membros do Governo.

Hassan referiu que os infractores estão sujeitos a pena de prisão, se forem alvo de condenação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 115 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal