Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/09/2007 - Vale Paraibano Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso policial é preso em São José


Policiais do 3º DP (Distrito Policial) de São José dos Campos prenderam ontem Natanael Santana da Silva, de 31 anos, suspeito de aplicar golpes passando-se por agente da Polícia Federal.

A prisão aconteceu no bairro Palmeiras de São José, na zona sul do município, às 13h10. Com o suspeito foram encontrados R$ 400 e três cheques, com valores que variam de R$ 40 e 100.

"Se identificava como policial federal e dizia que tinha mercadorias em decorrência da função. Tinha cota de dez laptops por mês que retirava do volume de mercadorias que iria para leilão [na Receita Federal]", disse ontem o delegado assistente do 3º Distrito Policial, Antonio Sérgio Pereira.

Após receber o dinheiro, Silva não entregaria os produtos e fugiria, segundo a Polícia Civil.

De acordo com a polícia, o suspeito teria oferecido seus 'serviços' aos professores da filha, em uma escola pública de São José. Ele prometeu à vítima cinco laptops, por R$ 2.500.

"Também disse que tinha um lote com brinquedos e se a escola tivesse interesse, ele faria a venda", afirmou Pereira, responsável pela prisão do 'falso' policial federal.

A polícia chegou a Silva depois de denúncia feita pela professora M.C., que desconfiou após a imprensa divulgar a existência desse golpe.

"Após ver a reportagem na imprensa, ela procurou a polícia e então fomos para a casa dela. Ele apareceu para receber o dinheiro e foi preso", afirmou o delegado assistente do 3º DP de São José.

OUTRO LADO - Procurado pelo valeparaibano, Silva preferiu não comentar o caso. Silva, que já tem passagem pela polícia, seria encaminhado ontem para a Cadeia Pública de Jacareí. Ele foi preso por estelionato e falsa identidade.

Na região outro suspeito teria obtido por meio de golpes cerca de R$ 110 mil em 15 casos. Iratan Paula Machado, 33 anos, foi identificado pela polícia como sendo responsável pelos casos, que teriam sido praticados em Caçapava, Lorena, Pindamonhangaba e Taubaté. Nos golpes, ele também é acusado de se passar por falso agente da PF.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 815 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal