Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/03/2012 - Diário da Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários têm se passado por funcionários de empresa de créditos


Os estelionatários voltaram a fazer vítimas em Rolim de moura, por meio do golpe por telefone, conseguindo embolsar R$ 2 mil na última semana. Segundo informações da polícia, por meio de ligação, eles se passaram por vendedores de crédito consignado e conseguiram convencer as vítimas a depositarem dinheiro em suas contas bancárias. Duas pessoas caíram no golpe, perdendo R$ 1 mil cada.
Entre as formas de atuação, foi descoberto que, além de se passarem por funcionários de empresa de créditos consignados, convencendo as vítimas a depositarem dinheiro, eles também têm utilizado nomes de instituições de caridade para facilitar no convencimento das vítimas.
No ano passado, um funcionário da prefeitura acabou se tornando vítima de um golpe semelhante. Sem querer se identificar, ele contou que recebeu uma ligação no celular onde o estelionatário se passou por segurança de um deputado federal. Na ligação, o suposto segurança, a mando do deputado, teria entrado em contato alegando ter estragado a caminhonete em uma das rodovias estaduais a caminho de Rolim de Moura, sem ter para quem pedir ajuda, teria entrado em contato com o servidor para pedir que realizasse R$ 500 em recarga de celular. Acreditando que fosse verdade, o mesmo correu até uma lotérica da cidade para assim fazer a recarga. Por desconfiar que seria um golpe, uma funcionária da lotérica interveio, e ao tentar localizar novamente o suposto segurança, não mais conseguiu. “Ainda cheguei a depositar R$ 250, mas alertado pela funcionária da lotérica não conclui as recargas. Quando tentei checar a veracidade, descobri que tinha participado de um golpe, então registrei um Boletim de Ocorrência, mas perdi o dinheiro das recargas já concluídas”, relembrou.

ALERTA

Com a retomada dos golpes na cidade, a polícia decidiu alertar a população para que fiquem atentos às falsas promoções e concursos de companhias telefônicas, ofertas de crédito consignado, falsos concursos e sorteios de grandes empresas, como Nestlé, Coca-Cola, Bradesco, Itaú, Caixa Econômica, sorteios e concursos de redes televisivas, e supostos telefonemas de assistência técnica das empresas de telefonia celular. De acordo com a polícia, a grande maioria dos golpes tem por finalidade recarregar os créditos celulares de criminosos dentro das prisões, além da própria extorsão de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal