Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/03/2012 - D24AM / Agência Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

BC consolida regras para prevenção e combate à lavagem de dinheiro

A Circular 3.583/12 determina que instituições financeiras não devem iniciar qualquer relação de negócio com clientes, ou dar prosseguimento à relação já existente, se não for possível identificá-lo plenamente.

Brasília - O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (12) três normas sobre procedimentos a serem adotados pelas instituições financeiras na prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, com base em recomendações internacionais para evitar ações de “legalização” de dinheiro obtido de forma irregular.

A Circular 3.583/12 determina que instituições financeiras não devem iniciar qualquer relação de negócio com clientes, ou dar prosseguimento à relação já existente, se não for possível identificá-lo plenamente. A norma também esclarece que os procedimentos internos de controle, implementados pelas instituições financeiras no Brasil, devem ser estendidos às agências e subsidiárias no exterior e o BC informado sobre eventual legislação estrangeira que limite tal aplicação.

A Circular 3.584/12 dispõe que as instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio no Brasil, com instituições financeiras do exterior, devem se certificar de que a sua contraparte no exterior tenha presença física no país onde está constituída e licenciada ou seja objeto de efetiva supervisão.

Por último, a Circular 3.542/12 amplia de 43 para 106 os exemplos de operações e situações que podem configurar indícios de ocorrências do crime de lavagem de dinheiro, inclusive quanto a operações ou situações consideradas suspeitas ou atípicas, que possam levar ao financiamento do terrorismo.

De acordo com nota divulgada pelo BC, as normas adotadas melhoram a qualidade das comunicações das instituições financeiras ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e a estrutura normativa da autoridade monetária se alinha plenamente às recomendações internacionais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 141 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal